Rua do Jardim, nº 6-10, Lagos

Os trabalhos efectuados pela ERA-Arqueologia no âmbito do projecto de reabilitação do imóvel localizado no nº 6-10 da Rua do Jardim, em Lagos, decorreram entre 30 de Outubro e 16 de Novembro de 2006. A localização deste edifício em pleno centro histórico, e a poucos metros do pano de muralha, implicou uma intervenção de carácter de diagnóstico no sentido de salvaguardar o património arqueológico existente no local.

O espaço em questão é considerado como tendo feito parte do núcleo urbano da cidade islâmica, localizando-se num dos principais eixos viários da Medina, e muito próximo da Alcáçova. Foram então realizadas 6 sondagens distribuídas pelas duas áreas onde o projecto de obra previa intervenção no subsolo, quer pela abertura de sapatas, quer pelo rebaixamento da superfície existente para colocação de um novo pavimento.

Os contextos identificados nas Sondagens 1, 2, 3, 4 e 6 corresponderam a momentos de abandono do espaço e remodelações do mesmo, num período entre o século XVI e o século XX, sendo provável que aquela área tenha funcionado como jardim ou logradouro. Relativamente à Sondagem 5, foi identificada uma estrutura interpretada como poço-cisterna, podendo enquadrar-se a sua construção em torno do século XVII, talvez até antes, tendo em conta alguns fragmentos encontrados de faiança de majólica italiana.

Findos os trabalhos nas Sondagens 1, 2, 3, 4 e 6, o dono de obra decidiu não prosseguir com o projecto inicial que previa o rebaixamento pontual da superfície. Como o novo projecto não afectaria o subsolo, e dado que não se previam novas afectações em profundidade, procedeu-se à cobertura com manta geotêxtil e terra dos contextos postos a descoberto em toda a área do edifício nº 6. Quanto à área da Sondagem 5, implantada no nº 8, não se procedeu à cobertura dos contextos identificados, devido ao facto de o dono de obra pretender integrar a estrutura do poço-cisterna na remodelação do espaço, desde que previstas e salvaguardadas as medidas necessárias à sua preservação in situ.