Implantação de Linhas Eléctricas, Faro

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico efectuados no âmbito dos trabalhos de instalação de linhas eléctricas em Faro decorreram entre 7 de Janeiro de 2008 e 12 de Maio de 2008. Estes compreenderam as remoções de terras, nomeadamente abertura de valas, no percurso compreendido entre o Largo de São Sebastião e a Rua Primeiro de Maio, terminando junto ao Hotel Faro, e ainda um troço na Rua da Marinha.

Durante o acompanhamento arqueológico registou-se o aparecimento de 14 estruturas, correspondendo a maior parte delas a caneiros antigos, que já se encontravam desactivados. As estruturas identificadas foram, maioritariamente, preservadas e protegidas com a aplicação de geotêxtil e areia.

Detectaram-se ainda três calçadas que se encontravam todas a uma cota bastante inferior ao piso actual. Também estas estruturas foram preservadas e protegidas pela aplicação de geotêxtil e areia, tendo-se, para tal, efectuado desvios pontuais à trajectória da vala prevista em projecto.

Foi solicitado ao IGESPAR, I.P. uma autorização para desmonte apenas das estruturas 12 e 13, uma vez que se verificou incompatível a implantação do projecto sem a afectação dos vestígios arqueológicos. Tal autorização foi concedida e o desmonte acompanhado das estruturas foi efectuado, após a implementação das medidas de minimização de arqueologia (registo gráfico e fotográfico).

A funcionalidade de algumas estruturas, nomeadamente das estruturas 2, 3, 4, 12 e 13, não foi possível definir, fundamentalmente devido à pequena amostra que era visível. A estrutura 4 pareceu corresponder a uma canalização, não sendo possível definir a sua tipologia. Quanto às restantes, e segundo fontes orais, pareceram pertencer a fundações de antigas habitações que foram demolidas para alargamento de ruas.