Área Industrial de Santa Margarida, Tavira

Os trabalhos de diagnóstico arqueológico efectuados no âmbito da empreitada de construção da Área Industrial de Santa Margarida, em Tavira, decorreram entre 1 e 4 de Setembro de 2008 (1ª fase) e de 2 a 9 de Abril de 2009 (2ª fase). Enquadraram-se numa perspectiva de minimização de impactes patrimoniais face às movimentações de terras previstas.

Efectuaram-se duas sondagens mecânicas com dois metros por dois metros e duas sondagens com um metro por vinte e um metro cada, perfazendo no total uma área de cinquenta metros quadrados. O objectivo foi verificar o potencial arqueológico ou patrimonial, escavando até à identificação de vestígios arqueológicos ou até ao topo do substrato geológico.

Em termos de escavação efectuada, foi atingido o substrato geológico em todas as sondagens, sendo que não foram identificadas quaisquer estruturas arqueológicas. Relativamente ao material cerâmico identificado registaram-se apenas alguns fragmentos, enquadráveis entre o século XVI a XIX. Os restantes materiais arqueológicos foram recolhidos à superfície.

Em virtude dos resultados obtidos, propôs-se como medida de minimização o acompanhamento arqueológico de todas as movimentações de terra a efectuar no local.