Carta Arqueológica de Vila do Bispo

Concretizada em 2009, esta intervenção visou uma actualização da Carta Arqueológica do concelho de Vila do Bispo e constituiu uma base fundamental para futuros projectos de inventariação, estudo, digitalização e divulgação do património arqueológico do Concelho de Vila do Bispo.

Através de uma análise da evolução dos conhecimentos arqueológicos da região de Vila do Bispo nos últimos 20 anos, incluindo a inventariação de sítios não considerados na Carta Arqueológica já publicada e a actualização de dados relativos aos principais sítios ali considerados, pretendeu-se reavaliar o processo de conhecimento sistemático das realidades patrimoniais da área geográfica concreta deste concelho. 

Durante a fase de pesquisa bibliográfica, documental e cartográfica, procedeu-se a uma revisão dos dados existentes para a área em estudo, através da recolha da bibliografia geral e específica, bem como da consulta das bases de dados informáticas existentes no IGESPAR e disponíveis para a área de Património. Os elementos recolhidos nesta fase foram indicados na cartografia existente, nomeadamente as Cartas Militares de Portugal. Foram ainda consultados investigadores com projectos de investigação relativos à área de trabalho.

Os trabalhos arqueológicos consistiram na relocalização de sítios arqueológicos na área abrangida pelo Município. Devido à grande área do concelho e ao elevado número de sítios existentes, 338, foi efectuada uma selecção dos sítios a relocalizar no sentido de se obter uma amostra significativa do conjunto. Desta selecção foram excluídos sítios que estavam em meio aquático, dado que, na maioria dos casos, se referiam a achados isolados já recolhidos e, nos restantes, tratavam-se de meras referências bibliográficas.

Quando localizado um sítio dentro da área de afectação efectuou-se o seu registo fotográfico, georeferenciação com um aparelho tipo GPS, localização cartográfica e o preenchimento de uma ficha descritiva de sítio. Sempre que possível procurou-se contactar com a população local.