Quartel da Atalaia, Tavira

Esta intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico da abertura de uma vala para colocação de uma conduta e da abertura de um cabouco para construção de um maciço de suporte a uma torre de telecomunicações, no Quartel da Atalaia, em Tavira.

Realizados em 2008, estes trabalhos foram adjudicados à ERA-Arqueologia pelo Ministério da Defesa Nacional – Exército Português. O acompanhamento arqueológico teve como objectivo minimizar o impacte provocado pela remoção de terras no subsolo decorrente desta empreitada, salvaguardando o património arqueológico.

As acções decorreram no Quartel do Regimento de Infantaria I, situado na antiga Quinta da Atalaia, uma zona que terá funcionado como área de terrenos baldios e/ou hortas até à construção deste quartel, nos finais do século XVIII (mais concretamente em 1795). Este resultou da expansão urbana que se fez sentir nesta cidade após o terramoto de 1755 e para a qual terá contribuído a transferência de Lagos para Tavira, neste período, do Governador do Algarve (Anica, 1993: 78).

No decurso destes trabalhos não foram identificados vestígios arqueológicos e/ou de valor patrimonial.