Aproveitamento Hidroagrícola de Alvito-Pisão, sítio Monte das Covas 3

Estes trabalhos enquadraram-se numa perspectiva de minimização de impactes sobre o património cultural decorrentes da execução da empreitada de beneficiação da rede viária e rede de drenagem do Aproveitamento Hidroagrícola de Alvito-Pisão, preconizando-se um conjunto de acções de minimização, nomeadamente a escavação arqueológica das estruturas afectadas.

O sítio Monte das Covas 3 corresponde a uma área onde foram detectadas estruturas escavadas no substrato base, algumas das quais apresentavam fragmentos de cerâmica de construção, cerâmica comum e cerâmica de importação (terra sigillata), todos eles de cronologia romana. Foi ainda identificado um nível de argamassa associado a fragmentos de cerâmica comum, de cronologia Moderna ou Contemporânea (EDIA).

Estas evidências foram identificadas no âmbito do acompanhamento arqueológico numa área que estava a ser utilizada para a remoção de terras de empréstimo, motivo pelo qual se previu a realização de sondagens manuais num total de 150 m2. Neste sentido, foram realizadas 10 sondagens, procurando-se não só minimizar o impacte sobre o património arqueológico, como proceder à caracterização geral do sítio.

Estruturas negativa para a inumação colectiva e/ou individual de indivíduos.

Revelou-se a presença de três momentos distintos da ocupação do sítio. Numa primeira fase, este local terá tido uma ocupação Pré-histórica, com a utilização de estruturas negativas para a inumação colectiva e/ou individual de indivíduos. Terá então existido um longo hiato até à utilização da segunda fase, enquadrada no período Romano Republicano, cuja ocupação consiste numa utilização sacralizada do local para a deposição votiva de um grande número de recipientes, tanto em cerâmica campaniense como em cerâmica comum.

Finalmente, numa terceira fase, cronologicamente enquadrada em época Moderna, teria sido edificada uma habitação de cariz eminentemente rural, em muito mau estado de preservação. Assim, como medidas de minimização, foram tapados com geotêxtil todos os contextos identificados que, por não serem alvo de afectação por parte da empreitada, não foram escavados.