Rua 5 de Outubro e adjacentes, Albufeira

O acompanhamento arqueológico da empreitada efectuada na Rua 5 de Outubro e arruamentos adjacentes decorreu numa área normalmente designada por centro histórico de Albufeira. Realizado entre 21 de Outubro de 2008 e 21 de Maio de 2009, visou precaver eventuais situações de afectação sobre o património edificado ou arqueológico decorrentes do desenvolvimento das obras.

Desta intervenção resultou a observação de que toda a zona afectada por estas obras foi alvo de um profundo revolvimento do subsolo, fruto de inúmeras implantações de infraestruturas, necessárias ao desenvolvimento urbano, todas efectuadas nas últimas décadas.

Só a grande profundidade foi possível verificar camadas de terras que ainda não tinham sido alteradas por estas acções. Na maioria das vezes tratavam-se de estratos geológicos, bem como de alguns afloramentos rochosos. Não foram detectadas quaisquer realidades pré-existentes de cariz arqueológico.

No que respeita a património edificado, foram aplicadas algumas medidas na área adjacente ao número 61 da Rua 5 de Outubro. Dado que se trata do edifício mais antigo desta zona, decidiu-se, face ao projecto inicial que consistia na substituição da calçada original por calçada portuguesa, minimizar o possível impacto da obra no passeio que demarca este antigo palácio da rua em si.