Praça Marquês de Pombal, Vila Real de S. António (obelisco)

A ERA-Arqueologia levou a cabo acções de conservação sobre o obelisco localizado na Praça Marquês de Pombal, em Vila Real de S. António. Os trabalhos foram realizados para a VRSA, SRU – Sociedade de Reabilitação Urbana, EM SA, durante o mês de Janeiro de 2009.

O monumento encontrava-se grafitado em algumas zonas do seu conjunto, obelisco e escadarias que dão acesso ao mesmo. Verificou-se também falta de material por fracturas, mais precisamente na base e no chão, tendo estas sido provocadas, em princípio, por actos de vandalismo, tal como no caso dos grafitos. No topo do obelisco constatou-se a existência de escorrências de cor amarela provenientes do elemento metálico que o encima.

Com efeito, a intervenção nesta escultura consistiu na remoção de grafitos. No decursos dos trabalhos verificou-se a existência de um hidrofugante na superfície da pedra. Dado ser impossível remover os grafitos sem remover parte do referido produto, foi acordado com o cliente a aplicação de hidrofugante nas referidas zonas, de modo a manter uma maior uniformidade da superfície da peça.

Todos os grafitos foram removidos, com excepção de um, devido a este se encontrar numa pedra com várias fissuras, estando a tinta entranhada no respectivo local. A remoção da tinta em tal local implicaria a destruição de parte da pedra, pelo que não foi realizada.

Recomendou-se uma intervenção na parte superior do obelisco de forma a remover as escorrências que aí se verificavam, assim como tratar os elementos metálicos que estavam a provocar essa patologia. A par deveria proceder-se à remoção de argamassas de cimento Portland e colocação de novas argamassas à base de cal.