Linha Batalha/Lavos, sítio de Vidigal de Baixo, freguesia de Pousos, Leiria

Executada em 28 de Janeiro de 2010, a intervenção arqueológica no sítio de Vidigal de Baixo, freguesia de Pousos, concelho de Leiria, surgiu na sequência dos trabalhos de acompanhamento arqueológico da empreitada da Linha Batalha/Lavos. Enquadrou-se numa perspectiva de minimização de impactes face à proximidade da Bancada de Sílex Chitas I (2007, Carta Arqueológica de Leiria) do apoio 31.

Durante a prospecção do apoio 31 e respectivo acesso, numa zona de eucaliptal, foram identificados materiais líticos enquadráveis na pré-história antiga. Dada a importância patrimonial destes achados, o plano de trabalhos preconizou a realização de 4 sondagens arqueológicas mecânicas de diagnóstico, numa área de 36 m2, tendo a escavação decorrido até ao aparecimento de contextos arqueologicamente estéreis.

Apesar de não ter sido identificada a presença de materiais arqueológicos nem de paleossolos antropizados, propôs-se, como medida de minimização, a manutenção do acompanhamento arqueológico permanente de quaisquer movimentações de terras. Face aos resultados obtidos, considerou-se que a área de implantação do AP31 estava liberta para a continuação da empreitada mediante acompanhamento arqueológico.