Linha Palmela - Ribatejo, 400 kV, Subestação de Fernão Ferro

As acções de prospecção e acompanhamento arqueológico no âmbito do projecto de Abertura da Linha Palmela - Ribatejo a 400kV para a Subestação de Fernão Ferro, nos concelhos de Sesimbra, Seixal, Barreiro, Palmela e Setúbal, decorreram no período compreendido entre 18 de Junho de 2010 e 31 de Janeiro de 2012.

Os trabalhos arqueológicos tiveram lugar nos 83 apoios da Linha e áreas envolventes, onde foram executadas actividades que implicaram movimentação de terras. De destacar que a alteração feita nos locais de implantação dos apoios P19, P77, P77A, P78, P84 e P85 implicou uma segunda fase de trabalhos de prospecção e acompanhamento nos mesmos.

Não se verificou qualquer ocorrência patrimonial ao longo da área onde incide a Linha. Esta acompanha, grosso modo, a Auto-Estrada do Sul (A2) e a linha de caminhos-de-ferro, o que se reflecte nas características territoriais e paisagísticas presentes, já que, salvo alguns locais no concelho de Palmela, o território afectado por este projecto se encontrava totalmente revolvido ou com depósitos antrópicos muito recentes.

Na ausência de quaisquer contextos arqueológicos e ocorrências de valor histórico-arquitectónico, os trabalhos de prospecção e acompanhamento arqueológico serviram para certificar a salvaguarda de possíveis vestígios arqueológicos soterrados com valor científico e patrimonial. Uma vez que se constatou a inexistência dos mesmos, não foi necessária a aplicação de medidas de minimização de impactes.