IC36 – Variante Leiria, sítio de Quinta de S. Venâncio

Esta intervenção enquadrou-se numa perspectiva de minimização de impactes sobre o património cultural decorrentes da execução da IC36 – Variante Leiria, no âmbito da Concessão do Litoral Oeste. Foram preconizadas acções de minimização, nomeadamente o levantamento gráfico e fotográfico e a memória descritiva de elementos patrimoniais observados no decurso do acompanhamento arqueológico da obra.

No sítio Quinta de S. Venâncio (Nó de Cortes) foram identificadas, após a desmatação inicial, três estruturas: uma mina de água, um poço e uma fonte. Tratando-se de um conjunto de estruturas não identificadas em fase de RECAPE, foi feita uma visita ao local, com representantes do IGESPAR, da LOC e da ERA, de forma a preconizar medidas de minimização de impactes sobre o sítio identificado.

Como medidas de minimização foram estabelecidas, numa primeira fase, a limpeza das estruturas, que consistiram na remoção de toda a vegetação e lixos que cobriam as mesmas. A segunda fase teve como base a remoção e limpeza de terras, tanto no exterior como no interior das estruturas, para uma melhor percepção dos limites das mesmas.

A terceira fase consistiu no registo fotográfico e na descrição. Já a quarta fase englobou o levantamento topográfico e tridimensional, com base na ortofotografia, à escala 1:50 de todas as estruturas, sendo que no caso da fonte foi elaborado um desenho à escala 1:20 do frontal. Por fim, procedeu-se ao acompanhamento do desmonte das estruturas de forma a verificar a sequência da fases de construção. Os trabalhos decorreram entre o dias 17 e 21 de Maio de 2010.