Igreja de Santo António, Montemor-o-Velho

Os trabalhos de diagnóstico de conservação e restauro realizados no âmbito do projecto “Recuperação da Igreja de Santo António” foram adjudicados à ERA pela Câmara Municipal de Montemor-o-Velho. As conclusões, baseadas num estudo estratigráfico e do estado de conservação das pinturas, bem como na compreensão do seu valor histórico e cultural, considerando-se as suas técnicas de produção artística, foram elaboradas com base na observação in loco de um total de 17 janelas de prospecção de dimensões reduzidas e variadas.

Concretizada nos dias 4 e 5 de Maio de 2017, esta intervenção permitiu registar a presença de uma pintura mural, maioritariamente sobre um emboço de cal e areia em todo o alçado Sudoeste, bem como vestígios no alçado Noroeste e Sudeste da Igreja. As características visíveis atribuem-lhe valor histórico e artístico, no entanto, é necessário frisar que toda ela se apresentava coberta por diversas campanhas decorativas de caiação (monocromática e de reboco) de épocas posteriores à sua produção original.

As campanhas referidas apresentavam-se concrecionadas devido ao elevado nível de infiltração de água e outros fatores físico-químicos influenciados pelo estado de ruína do edifício, fenómeno geológico que colocou em causa a capacidade de se reaver na íntegra toda a pintura mural registada. Enfatizámos ainda a importância da conservação da pintura in loco, bem como a necessidade de haver uma investigação mais abrangente, contemplando todos os métodos científicos das áreas de investigação de História de Arte e Conservação e Restauro.