Rua dos Machados, 5-7, Tavira

A intervenção arqueológica realizada, em 2009, na Rua dos Machados, 5-7, Tavira, inseriu-se numa perspectiva de minimização de impactes patrimoniais face aos trabalhos de movimentações de terras, picagem de paredes e/ou demolições de paredes, previstos no âmbito da empreitada de reabilitação deste edifício.

Foram então realizadas 4 sondagens, implantadas de modo a permitir uma avaliação o mais completa possível do terreno abrangido pelo projecto, tendo sido escavadas até à cota de afectação prevista ou até à identificação de vestígios arqueológicos preservados.

Na Sondagem 1, foi encontrada uma calçada contemporânea já em desuso, que cortava o substrato geológico que se encontrava poucos centímetros abaixo do nível de circulação actual. Na Sondagem 2, alcançou-se a cota de afectação e foi possível descobrir a vala de fundação e alicerces da parede da habitação, situando-se os depósitos numa cronologia contemporânea. Na Sondagem 3, alcançou-se a cota de afectação, tendo-se identificado materiais que revelaram uma ocupação contemporânea do espaço.

Na Sondagem 4, encontraram-se várias estruturas que denotavam utilizações e divisões diversas e distintas do mesmo espaço. Ao nível patrimonial não se registou qualquer achado de elevada relevância, sendo, no entanto, interessante chamar a atenção para alguns materiais, provavelmente reaproveitados mas que seriam de tradição ou período islâmico, com especial ressalva para uma cerâmica com impressões da “mão de Fátima”.

Neste sentido, propôs-se como medida de minimização o acompanhamento arqueológico permanente sempre que se verificassem movimentações de terra no subsolo, eventual picagem e /ou demolições de paredes.