Rua do Almada, 149, Porto

Decorrentes das obras de reabilitação e remodelação do edifício n.º 149 da Rua do Almada, estes trabalhos arqueológicos consistiram no acompanhamento arqueológico de 4 caboucos no logradouro do imóvel para implantação da sustentação de uma estrutura de cobertura.

Os 4 caboucos, cuja profundidade variou entre os 15 e os 60 centímetros, incidiram sobre depósitos bastante alterados por movimentações de terra em épocas recentes. A estratigrafia detectada revelou somente a presença de 4 unidades, as duas primeiras relacionadas com o pavimento atual e com o anterior, uma terceira identificada como aterro de cariz marcadamente contemporâneo e a última constituída pelo substrato base composto por granito.

Não foi identificada qualquer estrutura ou materiais de valor arqueológico nestes depósitos, ainda que fosse recorrente a presença de entulho de cronologia contemporânea.

O acompanhamento arqueológico cumpriu na íntegra os objectivos estabelecidos no início do processo através de uma perspectiva de minimização de impactes patrimoniais. O principal objectivo foi o reconhecimento do eventual património inserido na área de afectação dos trabalhos, a detecção de eventuais vestígios e a sua caracterização em termos de valor científico e patrimonial, bem como promover as necessárias acções para a sua salvaguarda.