Abastecimento Hidroagrícola da Baixa de Óbidos

Adjudicados à ERA-Arqueologia pela Oliveiras S.A., os trabalhos arqueológicos realizados no âmbito do empreendimento Estação Elevatória de Abastecimento Hidroagrícola da Baixa de Óbidos decorreram entre os meses de Abril e Setembro de 2016.

Este local tem sido objecto de alguns estudos e trabalhos, desde cerca de 2002, apresentando vários resultados no sentido de ocupação pré-histórica, proto-histórica, romana e tardo-romana/medieval.

Numa fase prévia ao início da empreitada, foram realizadas 7 sondagens de diagnóstico arqueológico, considerando o sítio estar integrado numa área de reserva, justificada pela proximidade da cidade romana de Eburobrittium. Destas sondagens, só a número 2 apresentou resultados, surgindo materiais que apontam para a época tardo-romana/medieval (carecendo de estudo posterior). A sondagem 5 revelou vestígios paleontológicos, de cariz marinho (Jurássico Superior).

Procedeu-se, até ao final do mês de Setembro de 2016, ao acompanhamento de toda a movimentação de terras, no sentido de salvaguardar pelo registo as realidades ali observadas.

O acompanhamento não evidenciou qualquer tipo de vestígio arqueológico preservado, apenas permitindo a recolha de alguns fragmentos cerâmicos, muito rolados, incaracterísticos, excepto numa sondagem das sondagens realizadas, que permitiu a identificação de materiais passíveis de se enquadrarem no período romano/medieval. Face à posição do empreendimento na vertente, é provável que os fragmentos pudessem resultar de escorrência e dos fenómenos tafonómicos registados na área, não permitindo considerações mais objectivas sobre a possível ocupação desta área.