Requalificação da Avenida Luísa Todi e Espaços Envolventes, Setúbal

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico de movimentação de terras relativas à empreitada de Requalificação da Avenida Luísa Todi e Espaços Envolventes, em Setúbal, foram realizados entre Novembro de 2007 e Novembro de 2008.

O objectivo principal foi a detecção de eventuais vestígios arqueológicos que pudessem ser afectados na área do projecto de implantação de infraestruturas de electricidade, saneamento, água, telecomunicações e gás, entre outras, bem como garantir a protecção e salvaguarda dos mesmos e efectuar a sua caracterização em termos de valor científico e patrimonial.

Durante o acompanhamento foram recolhidos alguns elementos cerâmicos, metálicos e até osteológicos e detectadas oito estruturas de índole arqueológica com interesse patrimonial (como, por exemplo, canalizações contemporâneas). Estas evidências testemunharam que esta área da cidade de Setúbal poderia ter uma ocupação Moderna/Contemporânea.

Com efeito, o registo arqueológico efectuado pareceu comprovar os registos históricos, que confirmam que a Av. Luísa Todi teria surgido apenas durante o séc. XVII e XVIII, com a edificação da última linha de muralha e, mais tarde, com a terraplanagem da área de praia.

Quanto aos materiais cerâmicos, detectaram-se diversos fragmentos de cerâmica comum e vidrada, porém, os mais significativos foram azulejos pintados a azul e amarelo e alguns fragmentos de faiança com balizas cronológicas situadas entre o séc. XVII e XIX.