Sítio de Monte Augusto 1, Palmares, Lagos

Situado em Lagos, numa pequena colina imediatamente sobre a zona da “doca” da Meia Praia, o sítio de Monte Augusto 1 apresenta-se como sendo um local de ocupação de época romana, possivelmente uma villa, reconhecendo-se a presença muito expressiva de tegulae, terra sigillata, ânfora, cerâmica comum e malacofauna.

Na sequência de trabalhos de prospecção geofísica, os quais acusaram positivamente a existência de estruturas no sítio, procedeu-se, em Novembro de 2010, à execução de sondagens arqueológicas de diagnóstico. Os objectivos foram a caracterização científica e patrimonial, a delimitação do sítio arqueológico e assegurar a recolha de informações para um eventual projecto de preservação e valorização do mesmo (a promover pelo Promotor do Empreendimento e demais entidades responsáveis).

Visou-se ainda a avaliação do impacto produzido pela decapagem mecânica de que o sítio foi alvo no âmbito das obras de construção do Campo de Golfe de Palmares. Desta forma, implantaram-se 14 sondagens no terreno, num total de 113m2. Algumas das intervenções foram localizadas em áreas onde surgiram estruturas na prospecção geofísica e as restantes em espaços mais limítrofes.

Após a análise dos dados recolhidos, foi possível a percepção da existência de duas fases de construção/remodelação do edificado da villa, uma inicial no séc. I e uma posterior já nos sécs. III-IV (implicando eventual alteração de carácter funcional). Destacou-se também a detecção de contextos anteriores à construção das estruturas referidas, podendo estes ser datáveis no séc. I a.C. A sua caracterização foi, porém, difícil, dado a reduzida área de escavação relativa a esses vestígios.