Infraestruturas Território

Mercador - Bloco 5

O povoado do Mercador apresenta um potencial científico imensurável para o estudo do povoamento do 3º milénio a.C. na bacia do Guadiana, nomeadamente da sua margem esquerda.

Barragem dos Minutos

Projecto de coordenação geral dos trabalhos arqueológicos que decorreu no âmbito de prevenção e minimização de impactes sobre o património arqueológico. Resultaram, deste âmbito, inúmeras intervenções a diversos níveis nos sítios localizados na área afectada pela obra.

Plano Director Municipal - Calheta

Levantamento, pesquisa e inventariação de elementos patrimoniais realizado no âmbito do Relatório de Definição do âmbito da Avaliação Ambiental e Análise dos factores críticos para o PDM da Calheta.

Bloco 5 do regolfo do Alqueva: Pré-História recente da margem esquerda do Guadiana

No âmbito do Plano de Minimização de Impactes sobre o Património Arqueológico na área do regolfo de Alqueva, foi criado um bloco (Bloco 5) destinado à investigação da Pré-História recente da margem esquerda do Guadiana

Altas Moras 1 - Bloco 5

O sítio das Altas Moras 1 confirmou-se a ocupação daquela plataforma por comunidades que usavam recipientes cerâmicos de fabrico manual. Foram detectadas algumas estruturas arquitectónicas, como muros e lajeados, mas, ainda não é perceptível a organização espacial do habitat, nem é possível estabelecer uma cronologia para esta ocupação, ou relacionar os dados de superfície com a informação recolhida durante a escavação dos contextos.

Altas Moras 2 - Bloco 9

Embora a expectativa inicial fosse realizar uma escavação arqueológica num povoado, os resultados desta intervenção nas Altas Moras vieram confirmar a existência, neste local, de uma necrópole do Bronze Pleno, formada por duas sepulturas, e indicar a presença de um povoado, de cronologia indefinida, nas suas imediações.

Cerros Verdes 4 - Bloco 9

No âmbito do Plano de Minimização de Impactes sobre o Património Arqueológico na área do regolfo de Alqueva, foi criado um bloco (Bloco 9) destinado à investigação da Ocupação Proto-Histórica na Margem Esquerda do Guadiana

Cerros Verdes 3 - Bloco 5

Importante sítio da Pré-história recente da margem esquerda do Guadiana, intervencionado pela ERA no âmbito do Bloco 5 do Alqueva.

Monte das Candeias 3 - Bloco 9

Integrado no Bloco 9 do Alqueva, destinado à investigação da Ocupação Proto-Histórica na Margem Esquerda do Guadiana, este sítio preserva sobretudo vestígios da Idade do Ferro.

Porto da Junto 1 - Bloco 5

Escavação arqueológica que nda revelou de um eventual sítio arqueológico pré-histórioco.

Porto Meirinho 1 - Bloco 5

A ocupação deste sítio poderá corresponder a um núcleo de habitat, não sendo de excluir a possibilidade de corresponder igualmente a uma área específica de talhe, situação a esclarecer com a eventual continuidade de trabalhos e com o estudo aprofundado dos materiais recolhidos.

Monte Novo - Bloco 9

A necrópole do Monte Novo integra o universo funerário em cistas da Idade do Bronze localizadas na margem esquerda do Guadiana.

Monte do Judeu 6 - Bloco 9

A escavação arqueológica realizada no Monte do Judeu permitiu identificar um pequeno sítio formado por, pelo menos, três edifícios. No entanto, a leitura da cultura material parte de uma amostragem truncada por a maioria das cerâmicas serem provenientes das camadas revolvidas de superfície.

Castelo das Juntas - Bloco 9

Os trabalhos arqueológicos realizados no Castelo das Juntas confirmaram a existência de um povoado fortificado de médias dimensões, ocupado durante o último terço do primeiro milénio AC.

Monte da Pata - Bloco 9

Sítio de interpretação funcional difícil de estabelecer. Contudo, as características evidenciadas pelas estruturas identificadas, a sua implantação topográfica sítios e os respectivos conjuntos artefactuais recolhidos apontam para uma unidade de exploração rural, de cariz familiar.

Monte da Ribeira 2 - Bloco 9

A escavação arqueológica permitiu conhecer três sepulturas que podem ser integradas no Bronze Pleno

Moinho de Valadares 1 - Bloco 5

Sítio de grande importância para conhecimento da rede de povoamento dos 4º e 3º milénios AC da margem esquerda do Guadiana do actual território português.

Monte do Tosco 1 - Bloco 5

O Monte do Tosco 1 apresenta um grande potencial científico para o estudo do povoamento do 3º milénio/ inícios do 2º milénio A.C na margem esquerda do Guadiana.

Estrela 1 - Bloco 9

O sítio da Estrela 1 foi pequeno estabelecimento rural da Idade do Ferro. Integrado numa rede de povoamento, da qual fazem parte os sítios do Monte da Pata, Cerros Verdes 4, Monte das Candeias 3 e Castelo das Juntas.

Xancra II

Minimização de impactes sobre o património cultural decorrentes das obras de implementação do Aproveitamento Hidroagrícola de Alvito - Pisão, promovidas pela EDIA, S.A.

Cruz de Celas

Os trabalhos arqueológicos realizaram-se numa das áreas de estacionamento do empreendimento Celas Studio Residence localizado na zona de protecção da DGCP do Mosteiro de Santa Cruz de de Celas classificado como Monumento Nacional.

Bloco 9 do regolfo do Alqueva: Ocupação Proto-Histórica na Margem Esquerda do Guadiana

O conjunto de sítios intervencionados no âmbito do Bloco 9 revela uma grande diversidade cultural, que deve merecer uma investigação pormenorizada face ao seu potencial cientifico e ao facto da larga maioria destas realidades ser afectadas pelo regolfo da Barragem do Alqueva.

Bloco 10 do regolfo do Alqueva: Ocupações romanas da margem direita do Guadiana

No âmbito do Plano de Minimização de Impactes sobre o Património Arqueológico na área do regolfo de Alqueva, foi criado um bloco (Bloco 10) destinado à investigação das ueva: Ocupações romanas da margem direita do Guadiana.

Reforço e protecção costeira da arriba da Praia do Quebrado

Trabalhos arqueológicos realizados no âmbito do empreendimento “Obra de Reforço e Protecção Costeira da Arriba Praia do Quebrado”, intervenção promovida pela Câmara Municipal de Peniche e com protocolo firmado com a Agência Portuguesa do Ambiente. Os trabalhos permitiram identificar vestígios da antiga muralha construída no século XVII.

Praia da Samouqueira

O acompanhamento arqueológico da construção de um parque de estacionamento e de uma pedovia que liga a praia da Samouqueira e Porto Côvo (Polis Litoral do Sudoeste) permitiu a identificação e estudo de estruturas relacionadas com os sítios arqueológicos do Mesolítico e Neolítico, Samouqueira I e II.

Praia do Malhão

O acompanhamento arqueológico realiza-se no âmbito dos trabalhos de valorização e qualificação da Praia do Malhão, em Odemira, e insere-se no programa Polis Litoral do Sudoeste.

Acompanhamento Arqueológico da Herdade do Rego Travesso

Acompanhamento Arqueológico realizado na Herdade do Rego Travesso (Seixal) no âmbito da

Centro de Fisioterapia da Stª Casa da Misericórida, Almeirim

Apesar da diminuta área intervencionada e da exiguidade dos dados obtidos, as cinco sondagens arqueológicas realizadas, permitiram registar um pequeno conjunto de elementos antrópicos, de diferentes tipologias, relativos a seis grandes momentos/fases de ocupação/abandono deste espaço, que apontam para um potencial de presença de vestígios arqueológicos nesta área.

Centro Interpretativo do Mosteiro de Santa Maria da Vitória (Batalha)

Foram realizados trabalhos de acompanhamento arqueológico no Mosteiro de Santa Maria da Vitória, Batalha para o Centro Interpretativo. Os trabalhos incidiram sobre a observação e registo da abertura de uma vala para a passagem dos cabos do ar condicionado (AVAC) com um comprimento total de 86,60m aproximadamente .

Obras de Remediação Ambiental das Minas de Prado Velho, Forte Velho e da Antiga Fábrica do Barracão (Guarda)

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico foram efetuados no âmbito do Projeto de Remediação Ambiental das Antigas Áreas Mineiras de Prado Velho e Forte Velho e da Antiga Fábrica do Barracão.

Parque Central do Cartaxo

No âmbito do projecto do Parque Central do Cartaxo, a cargo da empresa RUMO 2020, foi efectuada a escavação arqueológica de uma área de cerca de 600m2, que, após a realização de 11 sondagens de diagnóstico, foi delimitada como zona a intervencionar manualmente, conforme preconizado pelo IGESPAR, IP, em reunião efectuada no local.

Requalificação do Espaço Público da Rua da Vitória

No âmbito dos trabalhos de acompanhamento arqueológico associados à referida empreitada foram identificados contextos funerários preservados, no cruzamento da Rua da Vitória com a Rua dos Douradores, junto à Igreja de São Nicolau. Perante a necessidade de afectação dos mesmos para o prosseguimento dos trabalhos em curso programou-se a realização de uma sondagem arqueológica na área onde estes contextos foram identificados, que permitisse a escavação arqueológica integral dos mesmos na área e cota de afectação da obra.

Abertura de vala no Largo Alexandre Herculano (Évora)

Os trabalhos arqueológicos realizados no âmbito da abertura de uma vala a realizar para a passagem de cabo de fibra óptica no Largo Alexandre Herculano, em Évora. Durante este acompanhamento arqueológico foram identificados vestígios osteológicos humanos conservados in situ, motivo que trouxe uma alteração da metodologia de trabalho, procedendo-se à escavação arqueológica dos mesmos contextos nas diferentes áreas da vala onde foram identificados. Durante estes trabalhos verificou-se ainda a necessidade de realizar um alargamento da vala, na zona do enterramento 1, com cerca 1m x 0,60m, para possibilitar a total remoção dos indivíduos ali detectados.

Programa Polis de Torres Vedras

Estes trabalhos enquadraram-se numa perspectiva de prevenção e avaliação prévia face à necessidade de aplicar um adequado plano de minimização de impactes sobre o património arqueológico, decorrente da implementação do Programa Polis de Torres Vedras.

Portugal dos Pequenitos

O plano de trabalhos aprovado preconizou a realização de 3 sondagens de diagnóstico de 4X4 metros, perfazendo uma área de 48 metros quadrados, equidistantes e implantadas em áreas a afectar directamente pela mobilização de solos no decurso dos trabalhos de implantação do projecto.

Quartéis da Faceira da Cisterna

Os dados obtidos durante a realização desta intervenção arqueológica permitiram concluir que todas as unidades estratigráficas registadas nas duas áreas intervencionadas estão associadas à construção e mantimento da esplanada existente frente aos Quartéis e ao uso do local ao longo da sua história.

Condomínio do Freixo

No sentido de diagnosticar o potencial arqueológico do local e dar resposta à deliberação da Tutela, procedeu-se à realização de sondagens arqueológicas de diagnóstico que abrangendo uma superfície de 80 m2, dispersas pelas principais áreas a afectar , recorrendo a meios mecânicos de escavação. Tendo em conta a avaliação feita no local, foram executadas 4 sondagens arqueológicas mecânicas de 10m X 2m até ao substrato geológico.

Hotel Casa Mãe, Lagos

As obras a realizar no âmbito do projecto de construção do Hotel Casa Mãe sito na rua do Jogo da Bola/Rua do Caracol no 11 e 13, em Lagos, desenvolvem-se em Zonas de Sensibilidade Arqueológica de Grau 3 –Sensibilidade reduzida (Zona intramuros fora das áreas com sensibilidade arqueológica e antiga estrada de Portugal e paredão fluvial) e localizam-se na Zona Especial de Proteção (ZEP) as muralhas e torreões de Lagos (portaria Publicada do DG, II Serie, no 275 de 24/11/1969. Monumento Nacional: Decreto no 9842, DG, I Serie, no 137, de 20/06/1924.

Perímetro de Rega dos Minutos

Estes trabalhos visaram a minimização de eventuais impactes da construção do Perímetro de Rega dos Minutos, tendo como objectivos específicos evitar a destruição de vestígios arqueológicos e proceder ao seu registo, descrição e avaliação.

Pedreira de Areia de Arapouco, Alcácer do Sal

Estes trabalhos enquadraram-se no Estudo de Impacte Ambiental da área a afectar pelo alargamento da Pedreira de Areia de Arapouco, avaliando-se o impacte da mesma no que respeita ao património construído e arqueológico.

Herdade do Roncão (Descritor Património), Parque Alqueva

As prospecções arqueológicas desenvolvidas no âmbito do Descritor Património do processo de Avaliação de Impacte Ambiental do Parque Alqueva decorreram em Novembro de 2008

Estação Elevatória de Torre do Lóbio, sítio Casa Branca 2 (núcleos B e C)

Estes núcleos seriam afectados pela construção da Estação Elevatória de Torre do Lóbio, motivo pelo qual o plano de minimização de impactes previu a realização de sondagens manuais num total de 50 m2 no núcleo B e de 20 m2 no núcleo C

Conduta Elevatória de Pedrogão, sítio Malhada de Orada 2

O cabeço onde se encontraram os vestígios arqueológicos iria ser atravessado a meia encosta pela Conduta Elevatória de Pedrogão, motivo pelo qual o plano de minimização de impactes previu a realização de sondagens mecânicas num total de 40 m².

Estação Elevatória da Senhora do Amaro, Vila do Bispo

O objectivo principal foi a detecção de eventuais vestígios arqueológicos que pudessem ser afectados na área do projecto, bem como garantir a protecção e salvaguarda dos mesmos e efectuar a sua caracterização em termos de valor científico e patrimonial.

Sistema de Abastecimento de Água de Barrocal do Douro, Miranda do Douro

O acompanhamento arqueológico realizado no âmbito deste projecto visou a salvaguarda do património arqueológico, etnográfico e patrimonial durante os trabalhos de escavação.

Herdade das Areias e Cebolinhos, Monte Roncão 16, Reguengos de Monsaraz

No âmbito do Processo de Avaliação de Impacte Ambiental (AIA) do Projecto da Barragem da Sardinha – Herdade das Areias e Cebolinhos, Reguengos de Monsaraz, foram realizados trabalhos arqueológicos com carácter de diagnóstico no sítio do Monte Roncão 16.

Pedreira de Chainça nº 4, Pé da Pedreira, Alcanede

Estes trabalhos de prospecção arqueológica sistemática tiveram como objectivo proceder ao levantamento arqueológico e patrimonial no âmbito do EIA (Fase Estudo Prévio) da Ampliação da Pedreira de Chainça nº 4.

Pedreira de Boleiros, Fátima

Visou-se a identificação de vestígios de património etnográfico, arqueológico ou edificado na área abrangida pelo projecto da futura pedreira, bem como a sua avaliação e elaboração de propostas de medidas de minimização.

Ampliação da ETAR do Montado, Palmela

O acompanhamento arqueológico da Ampliação da ETAR do Montado teve como principal objectivo confirmar a presença de evidências arqueológicas no subsolo, não identificadas à superfície.

Nova ETAR de Vila Nova de Milfontes

Esta intervenção enquadrou-se numa perspectiva de minimização de impactes sobre o património cultural decorrentes da construção de uma nova Estação de Tratamento de Águas Residuais.

Mina C-114 (antiga Pedreira de Castelo Ventoso), Álcacer do Sal

Os trabalhos preventivos de acompanhamento arqueológico durante a execução do projecto da Mina C-114 visaram a detecção de vestígios arqueológicos, bem como a sua caracterização em termos de valor científico e patrimonial.

Bloco de Rega de Ferreira, Figueirinha e Valbom, Alqueva

Esta intervenção enquadrou-se numa perspectiva de Minimização de Impactes sobre o Património Cultural decorrente da implementação do Bloco de Rega de Ferreira Figueirinha e Valbom (Fase de Obra), integrado no Sistema Global de Rega do Alqueva.

Requalificação do Habitat Lagunar dos Salgados, freguesia de Pêra, Silves

A intervenção consistiu na prospeção dos terrenos da expropriação em fase prévia ao início da obra, bem como no acompanhamento de todas as movimentações de terras inerentes à execução desta.

Programa Polis do Litoral Sudoeste, Praia da Samouqueira, Sines

No âmbito do empreendimento Polis do Litoral Sudoeste, foram aqui desenvolvidos, de janeiro a junho de 2014, trabalhos arqueológicos de prospeção, diagnóstico (sondagens) e acompanhamento de obras.

Subsistemas Brejos do Assa e Montado e Brejos do Assa e Passadeiras, Palmela

O acompanhamento arqueológico da obra teve como objectivo identificar vestígios arqueológicos que pudessem ser afectados no decurso empreitada de execução e conclusão dos sistemas de drenagem e elevatórios de ligação entre os subsistemas de Brejos do Assa.

Sistema de tratamento de águas residuais de São Marcos da Serra (Silves)

Durante a duração do acompanhamento arqueológico desta empreitada, não foram registados níveis ou estruturas arqueológicas passíveis de limitar ou impedir a sua execução.

Empreitada de proteção e recuperação da Costa Vicentina: Forte de Almádena

O diagnóstico arqueológico efetuado não revelou a existência de níveis arqueológicos preservados (depósitos ou estruturas positivas ou negativas). Perante a informação recolhida, propôs-se a realização de acompanhamento arqueológico durante os trabalhos de escavação da Empreitada.

Empreitada de proteção e recuperação da Costa Vicentina: Ponta da Atalaia

Os trabalhos consistiram na execução de 3 sondagens de diagnóstico e no acompanhamento arqueológico dos trabalhos de construção: perfurações para instalação de estacaria e nivelamento dos dois acessos a esses passadiços.

Empreitada de proteção e recuperação da Costa Vicentina: Praia da Barradinha

O acompanhamento arqueológico incidiu sobre afetações diretas no solo, tais como perfurações e escarificações, verificando-se um fraco potencial sedimentar e a ausência de vestígios arqueológicos.

Empreitada de proteção e recuperação da Costa Vicentina: Praia da Carreagem

Foram sondadas duas áreas na arriba junto à Praia da Carreagem cujos sedimentos coluvionados (areias dunares) assentam sobre o substrato xistoso local, que apresenta forte inclinação, não permitindo a conservação de contextos arqueológicos.

Empreitada de proteção e recuperação da Costa Vicentina: Praia Vale dos Homens

As ações de acompanhamento arqueológico incidiram sobre afetações diretas no solo, não tendo sido identificado qualquer potencial arqueológico na zona.

Programa Polis do Litoral Sudoeste, Praia de Almograve

Considerando as realidades observadas e a intervenção a desenvolver durante a empreitada, considerou-se que a empreitada a realizar não afetariam nenhum vestígio ou contexto arqueológico.

Programa Polis do Litoral Sudoeste, Praia de Alteirinhos

Dado que a área do parque de estacionamento se encontrava já rebaixada e alterada, preconizou-se o acompanhamento arqueológico de todas as ações realizadas por via mecânica ou manual que implicassem remeximento do subsolo.

Programa Polis do Litoral Sudoeste, Praia da Amoreira

Os trabalhos de prospeção tiveram como base a planta do projeto a realizar, sendo que a visibilidade da superfície do terreno se encontrava condicionada pela vegetação e infraestruturas existentes.

Programa Polis do Litoral Sudoeste, Praia da Amoreira – Monte Clérigo

Toda a empreitada incidiu em zonas onde já existiam infraestruturas construídas, aterros ou sobre o substrato rochoso, não se tendo preconizado quaisquer trabalhos arqueológicos.

Programa Polis do Litoral Sudoeste, Praia da Arrifana

Estes trabalhos de prospeção arqueológica na Praia da Arrifana decorreram no âmbito do Programa Polis do Litoral Sudoeste, nas áreas a afetar pelas empreitadas de valorização de espaços balneares e de reposição das condições de ambiente natural.

Programa Polis do Litoral Sudoeste, Praia da Ingrina

Não foram identificados elementos patrimoniais ou arqueológicos que fossem alvo de afetação, uma vez que todos os trabalhos a realizar incidiram em zonas onde já existiam infraestruturas construídas, aterros ou sobre o substrato rochoso.

Programa Polis do Litoral Sudoeste, Praia da Mareta

Não foram identificados elementos patrimoniais ou arqueológicos que fossem alvo de afetação das obras a realizar. No entanto, registou-se uma estrutura, possível forno de telha, provavelmente relacionada com os vestígios já identificados em trabalhos anteriores.

Programa Polis do Litoral Sudoeste, Praia Norte de Odeceixe

Na área de afetação do projeto não foram identificados elementos patrimoniais ou arqueológicos que fossem alvo de afetação resultante das obras a realizar.

Programa Polis do Litoral Sudoeste, Praia de Porto Covinho

Nas proximidades dos locais que seriam afetados pela obras existiam artefactos de pedra lascada (lascas, núcleos, etc) e depósitos que poderiam conter elementos patrimoniais.

Programa Polis do Litoral Sudoeste, Praia de Porto Covo

A única zona que seria alvo de uma nova construção corresponde à área da praia (construção de um cais), não sendo provável que em zona de marés com dinâmicas sedimentares específicas existissem vestígios arqueológicos preservados.

Programa Polis do Litoral Sudoeste, Praia de Vale Figueiras

Tendo em conta as realidades observadas, considerou-se que a empreitada a desenvolver não afetaria nenhum vestígio ou contexto arqueológico.

ETAR de Poceirão/Rua António Matias, concelho de Palmela

Foi realizado o acompanhamento arqueológico permanente de vala aberta no âmbito da construção da ETAR, no decorrer do qual não foram registados quaisquer vestígios arqueológicos.

Conduta Adutora ETA do Alvito – Reservatório da Forca, Cuba

Estes trabalhos arqueológicos foram realizados no âmbito da empreitada de construção da Conduta Adutora ETA do Alvito – Reservatório da Forca.

Reservatório da Atalaia, Beja

Todos os trabalhos que implicaram mobilização de solo tiveram o devido acompanhamento arqueológico, tendo a desativação de vazadouros e de estaleiro sido monitorizada pela equipa de acompanhamento arqueológico da ERA.

Reforço de Adução ao Concelho de Loulé

Efetuou-se o acompanhamento arqueológico sistemático e permanente de todas as ações realizadas por via mecânica ou manual, de forma sistemática e permanente que implicassem remeximento do subsolo e eventual afetação de bens patrimoniais.

Projeto de Execução de Recuperação Ambiental da Área Mineira de Aljustrel

Os trabalhos englobaram o acompanhamento arqueológico permanente de todas as ações realizadas por via mecânica ou manual, de forma sistemática e permanente que implicassem remeximento do subsolo.

ETAR de Vila do Bispo/Sagres

Pretendeu-se com o acompanhamento arqueológico mitigar eventuais afetações que as ações de revolvimento do subsolo decorrentes desta obra pudessem ocasionar no património arqueológico.