Reabilitação Imóveis

Teatro Gregório Mascarenhas

Os trabalhos de arqueologia desenvolvidos pela Era-Arqueologia S.A., numa prespectiva preventiva e de minimização de impactos sobre o património arqueológico decorrentes da obra de reabilitação do edifício, permitiram a recolha de significativos dados relativos ao conhecimento da herança islâmica da cidade de Silves numa zona periférica relativamente aos espaços das antigas Medina e Alcáçova

Reabilitação Urbana do Centro Histórico de Silves

Esta intervenção teve como objectivo principal a realização de sondagens de diagnóstico no sentido de compreender o potencial científico e patrimonial deste espaço, tendo em vista a avaliação de impactes e a preconização de medidas de minimização relativamente aos trabalhos de Reabilitação Urbana do Centro Histórico de Silves levados a cabo pelo Programa Polis de Silves.

Mercado da Ribeira

A intervenção arqueológica no Mercado da Ribeira, pertencente à freguesia de S. Paulo em Lisboa, trouxe algumas conclusões sobre a ocupação do espaço onde, nos inícios do Século XX, foi construído o atual Mercado da Ribeira.

Convento das Bernardas

Os trabalhos de arqueologia realizados no antigo convento das Bernardas, Tavira, permitiram observar a dinâmica da evolução do espaço naquela zona da cidade, desde a construção do convento cisterciense nos inicios do século XVI até à sua transformação em Fábrica de Moagem e Massas a Vapor nos finais do século XIX.

Praça Rodrigues Lobo

A intervenção na Praça Rodrigues Lobo permitiu a identificação de uma necrópole que insere-se no período medieval/moderno, sendo o estudo dos dados recolhidos durante a escavação arqueológica fundamental para a sua caracterização e, consequentemente, representa um contributo para o estudo das necrópoles deste período.

Castelo de Ouguela

As escavações arqueológicas no Castelo de Ouguela permitiram-nos reavaliar os últimos 400 anos da história deste monumento e devolver uma história esquecida pelos seus conterrâneos.

Museu de Évora

Os trabalhos realizados no âmbito do projeto de remodelação e valorização do edifício do Museu de Évora, antigo Paço Arquiepiscopal desta cidade, da responsabilidade da FDO, Construções, S.A.

Palácio dos Lumiares

A intervenção no Palácio dos Lumiares decorreu de um projeto de reabilitação do edifício que permitiu vislumbrar a presença de um contexto cronologicamente situado entre o Mesolítico e o Neolítico Antigo.

Conjunto Habitacional Foz do Douro

Projecto de trabalhos arqueológicos concretizado na zona ribeirinha do Porto, no âmbito do empreendimento imobiliário 'Cidade Foz'.

Alcalar 7

Conservação e Restauro no monumento 7 de Alcalar (Portimão), enquadrado no projecto "Centro Interpretativo das Ruínas Megalíticas de Alcalar" num concurso lançado pelo IPPAR.

Ermida de Santo António

Trata-se de uma antiga Ermida dedicada a Santo António. Terá sido provavelmente construída na 2ª metade do século XVIII, tendo perdido o seu uso religioso entre 1803 e 1853, começando a ser utilizada para fins profanos. A última actualização do sítio levou à construção de um piso superior, que veio cortar os altares. Da construção original existem ainda vestígios de frescos com decoração geométrica, que terão decorado os altares. Durante os trabalhos de escavação foram detectados enterramentos.

São Francisco

A área que actualmente corresponde a um projecto de loteamento, denominado urbanização de S.Francisco, é referida na documentação histórica como tendo sido ocupada pelo Convento de S.Francisco e pela Igreja de Nossa Senhora da Sebonha.

Restaurante Páteo de Alfama

Recuperação e conservação de um troço exterior da Cerca Velha ou Cerca Moura

Casa dos Bicos

Trabalhos de Conservação e Restauro levados a cabo sobre as estruturas arqueológicas. A consolidação e manutenção é também um factor decisivo para uma boa musealização.

Príncipe Real Nº 34

Trabalho de limpeza de cantarias e também dos guardas metálicos das varandas. Foi um trabalho realizado sobre ambas as fachadas do prédio.

Convento do Desagravo

Todo o trabalho de conservação e restauro ficou a cargo da ERA Arqueologia desde a componente cantaria, à pintura mural ou mesmos os estuques.

Forte da Graça, Elvas

A ERA integrou, ao nível da arqueologia e da conservação e restauro, a equipa que concretizou para a Câmara Municipal de Elvas um vasto projecto de reabilitação do Forte da Graça.

Rua Cecílio de Sousa

No âmbito das obras de reabilitação do edfício localizado na Rua Cecílio de Sousa, n.º 31, na Freguesia de São Mamede, Lisboa foram realizados trabalhos de acompanhamento arqueológico onde foram detectados níveis do período Moderno e Contemporâneo.

Rua da Junqueira, 156

No decurso dos trabalhos de acompanhamento arqueológico da empreitada em curso no nº 156 da Rua da Junqueira, foram postas a descoberto uma série de estruturas relacionadas com unidade de carácter industrial dos inícios do Séc. XIX - fábrica de curtumes. A escavação arqueológica que se seguiu contribuirá decisivamente para o conhecimento do arranque do processo de industrialização da cidade de Lisboa.

Diagnóstico Arqueológico da Rua dos Lagares 74, Lisboa

No âmbito das obras de requalificação de um edifício na Rua dos Lagares (Mouraria, Lisboa) foi identificada uma ocupação desde a baixa idade média. Das várias ocupações do espaço destaca-se a sua utilização como necrópole e como zona de despejo de resíduos das olarias que ali funcionavam entre a baixa idade média e a época moderna.

San Fernando

Projecto de conservação e restauro que inclui a recuperação da grade de cobertura do pátio do edifício sede do município de San Fernando, Cádis, Espanha.

Diagnóstico arqueológico no Largo São João de Deus, Óbidos

Foram realizadas sondagens arqueológicas de diagnóstico no âmbito do empreendimento de reabilitação de edifício para espaço de restauração e bebidas no centro histórico de Óbidos. A sua realização permitiu confirmar o potencial arqueológico do local.

Reabilitação do Edifício Largo do Intendente Pina Manique, 57-58

No âmbito da reabilitação de um efifício no Largo do Intendente Pina Manique foram realizadas sondagens de diagnóstico arqueológico para detecção de eventuais vestígios arqueológicos.

Recuperação e requalificação da antiga igreja do Convento da Graça, Loulé

Os trabalhos arqueológicos inserem-se no âmbito do projecto de recuparação do Portal da antiga Igreja do Convento da Graça e à requalificação do seu espaço interior a realizar pelo Município de Loulé.

Acompanhamento arqueológico da Quinta do Bom Sucesso, Abrantes

Trabalho de acompanhamento arqueológico desenvolvido pela Era arqueologia, no âmbito da prevenção e de minimização de impactos sobre o património, decorrentes da obra da Quinta do Bom sucesso em Abrantes cuja fundação remonta ao século XVII.

Trabalhos arqueológicos da Quinta do Pinhô, Salzedas, Tarouca

No âmbito da Reabilitação da Quinta do Pinhô foram realizados trabalhos arqueológicos que permitiram conhecer de forma mais detalhada a história desta antiga granja localizada no concelho de Tarouca.

Remodelação do prédio da Rua Mouzinha da Silveira, Porto

No âmbito da remodelação de um edifício no centro histórico do Porto a Era, arqueologia

Rua do Poço, Chaves

Foram efetuadas sondagens de diagnóstico arqueológico no âmbito da remodelação de um edifício na Rua do Poço.

Pavilhão Carlos Lopes, Lisboa

Um vasto projecto, enquadrado no processo de reabilitação do edifício. Equipa da ERA realizou os trabalhos de conservação e restauro dos painéis de azulejos do Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa.

Antiga praia de Santos, Lisboa

Os vestígios da antiga fábrica metalúrgica Vulcano e Colares, cuja actividade no local remonta a meados do século XIX, foram os primeiros a emergir das escavações arqueológicas recentemente concluídas na zona da Boavista, em Lisboa. Mas para lá dessas marcas, os arqueólogos localizaram também várias estruturas e materiais associados a um passado bem mais longínquo: o da praia que ali existiu, antes da construção do aterro que veio a conquistar terreno ao rio.

Reabilitação do Palácio Galveias

Os trabalhos são realizados para a CM de Lisboa no âmbito da empreitada geral a cargo da CARI, S.A. A supervisão técnica do projecto está a cargo da Divisão de Salvaguarda de Património Cultural da autarquia, também responsável pelo projecto de intervenção.

Palácio Nacional de Queluz e jardins

Estes trabalhos centraram-se no âmbito do projecto de recuperação do Palácio Nacional e Jardins de Queluz (CNS:11225). Numa operação que teve como promotor os Parques de Sintra-Monte da Lua S.A.. As intervenções decorreram em três fases, separadas no tempo e no espaço, com objectivos equivalentes: a salvaguarda, a prevenção e a minimização de impactes e em acções de emergência a realizar em sítios arqueológicos que se encontrem em perigo iminente de destruição parcial ou total.

Forte de São Vicente de Torres Vedras

A ERA executou trabalhos arqueológicos e de conservação e restauro no âmbito do projecto de recuperação do Forte de São Vicente em Torres Vedras, monumento protegido juridicamente como imóvel de interesse público. Estes trabalhos foram adjudicados à ERA – Arqueologia S.A. pela Câmara Municipal de Torres Vedras e decorreram em 2011.

Rua do Poço, n.º 62 e 64, Chaves

Os trabalhos programados tiveram como objectivo a minimização prévia de impactes negativos no âmbito da obra de remodelação do edifício sito na Rua do Poço, nº 62 e 64, em Chaves.

Edifício nº 5 a 7, Rua dos Machados (Tavira)

A intervenção arqueológica realizada na Rua dos Machados 5 a 7, em Tavira, inseriu-se numa prespectiva de minimização de impactes patrimoniais face aos trabalhos de movimentação de terras, previstos no âmbito da empreitada de reabilitação do edifício aqui localizado. Nesse sentido, foram realizadas quatro sondagens de diagnóstico e a escavação integral da área de implantação do futuro tanque/piscina

Escadinhas de São Crispim, 3-3A, Lisboa

A escavação arqueológica realizada neste edifício permitiu identificar uma sequência cronológica que indica uma ocupação deste espaço desde época romana até época contemporânea.

Igreja do Divino Espirito Santo de Ota

Este projecto teve como objectivo a avaliação do potencial arqueológico efectuado na Igreja do Divino Espirito Santo na freguesia da Ota, concelho de Alenquer, no âmbito das obras de reabilitação deste edifício religioso.

Cidadela de Cascais

Realizaram-se 8 sondagens arqueológicas de diagnóstico prévias à reabilitação da Cidadela de Cascais, de modo a melhor caracterizar o potencial científico e patrimonial das realidades arqueológicas presentes no local.

Centro Interpretativo do Mosteiro de Santa Maria da Vitória (Batalha)

Foram realizados trabalhos de acompanhamento arqueológico no Mosteiro de Santa Maria da Vitória, Batalha para o Centro Interpretativo. Os trabalhos incidiram sobre a observação e registo da abertura de uma vala para a passagem dos cabos do ar condicionado (AVAC) com um comprimento total de 86,60m aproximadamente .

Obras de Remediação Ambiental das Minas de Prado Velho, Forte Velho e da Antiga Fábrica do Barracão (Guarda)

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico foram efetuados no âmbito do Projeto de Remediação Ambiental das Antigas Áreas Mineiras de Prado Velho e Forte Velho e da Antiga Fábrica do Barracão.

Requalificação da zona envolvente da Sé de Idanha-a-Velha (Castelo Branco)

Esta intervenção surgiu no âmbito da requalificação da zona envolvente à Sé de Idanha-a-Velha. Os trabalhos realizados nas várias frentes de obra permitiram identificar várias estruturas arqueológicas de diferentes graus de interesse arqueológico.

Remodelação e ampliação da Casa do Carmo (Casa dos Conde Margaride) - Guimarães

Os trabalhos arqueológicos realizados no âmbito do projeto de remodelação e ampliação da Casa do Carmo (Casa Margaride) em Guimarães. Estes trabalhos decorreram entre os dias 10 e 14 de Agosto. Em resultado da pré-avaliação, foi entendido dada a afetação do subsolo provocada pela execução do projeto, que teriam de ser realizadas sondagens arqueológicas prévias à obra na área de ampliação do edifício.

Edifício de Habitação Multifamiliar: João do Outeiro 15-19, Santa Maria Maior (Mouraria)

Os trabalhos arqueológicos realizados no âmbito do empreendimento Rua João do Outeiro nr.15-19 pela ERA arqueologia. Os trabalhos desenvolvidos neste local compreenderam a abertura de 5 sondagens de diagnóstico e de 2 valas perimetrais, incidindo nos locais afectados pela construção das sapatas e dos alicerces do novo edificado. A intervenção permitiu identificar elementos associados às mais recentes ocupações deste espaço, nomeadamente os vestígios do soalho em travejamento de madeira, assentando numa sequência estratigráfica típica de processos de abandono e aterro, que selavam estruturas pertencentes à ocupação setecentista e oitocentista deste local.

Largo de Santos, nº11

Numa fase inicial, os trabalhos realizados, pelo Dr. Sandra Fernandes em coodirecção com a Dr. Inês Mendes da Silva, consistiram na escavação mecânica dos níveis de aterro, evidenciando um conjunto de estruturas de período moderno a contemporâneo, das quais se destacam diversos elementos estruturais em alvenaria, sistemas de condução, armazenamento de águas e saneamento – caleiras, cisterna, pia de despejos, bem como uma calçada de basalto e um paredão de contenção de margem.

Terreiro do Parguinho, nº 2 a 4 (Tavira)

Os trabalhos visaram ainda concluir o acompanhamento arqueológico na zona do quintal na área afecta à construção das fundações que implicou a remoção de terras dos perfis existentes junto ás paredes (deixadas no local por questões de segurança), até à cota de afectação da obra. Neste âmbito foi ainda desmontado o muro [318] (apenas um bloco de pedra de uma das fiadas conservadas) e o muro existente na entrada lateral Sudeste, com frente para a Calçada de Dona Ana.

Rua dos Prazeres nº11

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico decorreram no âmbito das obras de requalificação de um edifício sito na Rua dos Prazeres, nº 11, em Lisboa.

Rua Carvalho Araújo nº 2

O principal objectivo da intervenção foi recuperar os elementos patrimoniais integrados, nomeadamente, uma janela “gótica”, constituída por cantaria e azulejos, um painel azulejar parietal e elementos de cantaria dos vãos de porta e de janela, bem como a laje da entrada principal da casa, todos com valor Histórico, promovendo para isso acções de conservação com vista a garantir a estabilidade físico-química dos mesmos.

R. Santa Marta, 56, Lisboa

Projecto ERA nº 1705.17

Rua Alegre, Foz Velha, Porto

Projeto de arqueologia preventiva da ERA/Omniknos

Largo Alberto Pimentel, Cedofeita (Porto)

Projeto da ERA/Omniknos

Rua das Flores, Porto

A ERA realizou aqui um conjunto de trabalhos de investigação histórica e arqueológica, associados a um projecto de reabilitação do imóvel.

Rua do Instituto Bacteriológico

Escavação de contextos funerários associados ao Colégio Jesuíta de Santo Antão-o-Novo (Séc. XVII e XVIII)

R. dos Quartéis

Sondagem arqueológica em curso na Ajuda

Palácio de Dona Rosa, Rua dos Remédios, Lisboa

O edifício em questão insere-se na Zona de Protecção do “Castelo de São Jorge e Restos das Cercas de Lisboa”, facto que levou à programação de uma abordagem arqueológica integrada prévia às obras, contemplando-se a realização de sondagens de diagnóstico arqueológico.

Boqueirão dos Ferreiros

Recuperação Painel Siza Vieira

Rua de São Julião, 45-57, Lisboa

Os trabalhos arqueológicos efectuados no edifício da Rua de São Julião, 45-57, confirmaram a existência de vestígios pombalinos e pré-pombalinos.

Biblioteca Municipal de Mértola

No âmbito do projecto de reabilitação e ampliação da Biblioteca Municipal de Mértola, a intervenção da ERA visou a minimização de impactes sobre o património arqueológico.

Fábrica de Papel – Levantamento do Pavimento

O acompanhamento arqueológico no novo edifício da Fulcar consistiu na remoção do pavimento junto à parede Sul.

Fábrica de Papel de Carnide - 2ª Campanha

A segunda campanha de trabalhos arqueológicos realizados na Fábrica do Papel decorreu entre de Agosto e 29 de Setembro de 2000 e inseriu-se numa estratégia de intervenção arqueológica preventiva.

Edifício n.º 1 a 13 da Rua Ivens, Lisboa

A ERA-Arqueologia realizou sondagens geotécnicas no edifício n.º 1 a 13 da Rua Ivens, em Lisboa, de modo a poder ser diagnosticada a presença ou ausência de vestígios arqueológicos de forma expedita.

Largo dos Lóios, Freguesia de Santiago, Lisboa

Esta intervenção teve como objectivo o diagnóstico do grau de impacto da obra de reestruturação arquitectónica neste edifício sobre as realidades arqueológicas que pudessem vir a ser postas a descoberto.

Rua D. Pedro V, Príncipe Real, Lisboa

A intervenção da ERA visou prevenir a afectação de vestígios arqueológicos, avaliar o potencial patrimonial da área em questão e determinar o impacte que as obras tiveram nos contextos arqueológicos existentes.

Edifício n.º 1 a 13 da Rua Ivens, Lisboa - 2ª Campanha

As sondagens de diagnóstico arqueológico desenvolvidas pela ERA-Arqueologia no edifício nº 1 a 13 da Rua Ivens, em Lisboa, decorreram na sequência de anteriores trabalhos com sondagens de trado a fim de avaliar o potencial interesse arqueológico do local.

Bairro Alto, Lisboa

A empresa Atmosfera, S.A. adjudicou à ERA-Arqueologia o acompanhamento arqueológico nas ruas contíguas ao edifício em construção no Bairro Alto, Lisboa, designado por Páteo do Bairro Alto.

Largo dos Lóios, Freguesia de Santiago, Lisboa - 2ª Intervenção

A ERA-Arqueologia realizou, pela segunda vez, trabalhos de acompanhamento arqueológico no edifício sito no Largo dos Lóios, nº2, na área protegida do Castelo de S.Jorge, no centro histórico de Lisboa.

Estação de Sta. Apolónia, Lisboa

A ERA-Arqueologia levou a cabo o acompanhamento dos trabalhos de revolvimento do subsolo necessários à construção de uma rede de telecomunicações entre o STM do Estado Maior do Exército e a REFER.

Edifício dos Andrades, Rua de S. Pedro de Alcântara, Lisboa

Os trabalhos arqueológicos efectuados no Edifício dos Andrades enquadraram-se na avaliação do potencial arqueológico e numa perspectiva de minimização de impacte de uma intervenção a promover pela Sociedade de Construções Bernardino Gomes.

Palácio Flor da Murta, Rua do Poço dos Negros, Lisboa

Esta intervenção enquadrou-se numa perspectiva de emergência face ao aparecimento de um elemento patrimonial no decorrer dos trabalhos de acompanhamento arqueológico das obras de remodelação do antigo palácio.

Palácio do Poço Novo, Lisboa

Tratou-se de uma acção sistemática de compilação de dados históricos e arqueológicos que permitiu ao promotor de obra, do ponto de vista técnico, fundamentar as implicações que teriam as alterações previstas no edifício.

Rua da Misericórdia (nº 41-47), Bairro Alto, Lisboa

Esta intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico permanente das obras de construção de um edifício sito na intercepção da Rua da Misericórdia (nº 41-47) com a Travessa da Espera, no Bairro Alto, em Lisboa.

Palácio dos Lumiares, Rua de S. Pedro de Alcântara, nº 25 a 37

A segunda fase dos trabalhos arqueológicos realizados no Palácio dos Lumiares enquadrou-se numa perspectiva de minimização de impacte da implantação de um posto de transformação da EDP, previsto no projecto de reabilitação do edifício para uma área em que foram identificados, na campanha anterior, vestígios de ocupação pré-histórica.

Rua das Flores nº 59, Lisboa

Esta intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico da empreitada de remodelação de um edifício localizado na Rua das Flores nº59, em Lisboa, na zona histórica do Chiado

Rua das Janelas Verdes, edifício nº 3 a nº 7

A ERA-Arqueologia levou a cabo o levantamento histórico, de carácter bibliográfico, sobre a área abrangida por um novo empreendimento imobiliário, e um plano de prevenção para impactes patrimoniais negativos.

Rua da Misericórdia, nº 32 a nº 40

A ERA-Arqueologia foi contratada com a finalidade de realizar um parecer técnico sobre o impacte patrimonial provocado pelo projecto de reabilitação do prédio nº 32 a nº 40.

Edifício das Cavalariças no castelo de Castelo de Vide

A intervenção arqueológica no antigo edifício das Cavalariças no castelo de Castelo de Vide ocorreu face às obras de reabilitação desta edificação, as quais determinaram a escavação integral em toda a área afectada.

Rua das Flores, nº 59 (Pavimento), Lisboa

No âmbito dos trabalhos arqueológicos que decorreram neste edifício, procedeu-se ao registo gráfico de um pavimento em seixo com motivos bicromáticos (azul escuro e branco), posto a descoberto com o levantamento do pavimento hidráulico existente na entrada do imóvel.

Rua da Misericórdia, nº 32 a nº 40 (2ª intervenção)

A ERA-Arqueologia levou a cabo sondagens para a minimização do impacto arqueológico negativo provocado por este empreendimento imobiliário, procedendo ao registo gráfico e limpeza do troço da muralha fernandina, identificado no pátio do antigo edifício.

Zona Histórica de Montemor-o-Novo

Efectuou-se o acompanhamento arqueológico num edifício a construir na esquina entre a Rua Jaime Lopes Brejo e a Rua 5 de Outubro, na zona histórica de Montemor-o-Novo.

Convento dos Inglesinhos, Lisboa

A ERA-Arqueologia desenvolveu várias intervenções no Convento dos Inglesinhos ao longo dos anos: escavação arqueológica, acompanhamento arqueológico, trasladação de elemento patrimonial e conservação e restauro.

Urbanização Soltróia, Lote nº 318

Esta intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico aquando da escavação e remoção de terras para a construção de uma moradia unifamiliar.

Rua da Saudade, n.º 2, Lisboa

O objectivo dos trabalhos foi diagnosticar a importância arqueológica do sítio e preconizar medidas de minimização de impactes no âmbito do empreendimento que se pretendia ali realizar.

Palácio do Alvito, nº 47, Lisboa

Esta intervenção surgiu na sequência de um parecer do IPPAR decorrente do empreendimento de remodelação deste edifício, enquadrando-se numa perspectiva de diagnóstico e avaliação do potencial científico e patrimonial dos contextos arqueológicos ali existentes.

Praça Sacadura Cabral/Rua da Vista Alegre, nº 2 a 6, Moura

Esta intervenção foi efectuada no âmbito de um projecto para reconversão do edifício em questão numa unidade hoteleira, visando diagnosticar e avaliar o potencial científico e patrimonial do sítio e programar a minimização de impactes decorrentes do projecto.

Largo da Igreja Matriz do Turcifal

Os trabalhos arqueológicos que decorreram na parte Norte do Largo da Igreja Matriz do Turcifal (Igreja de Sta. Maria Madalena) visaram avaliar os impactes das obras de remodelação do adro da Igreja sobre o património arqueológico, bem como uma escavação integral da área ainda por afectar pelas referidas obras.

Rua da Misericórdia, nº 94-104 (sondagens)

A intervenção arqueológica realizada neste edifício enquadrou-se no plano de minimização de impactes sobre o património arqueológico no âmbito do empreendimento a realizar no local.

Rua das Sobreiras, nº 636, Porto

Os trabalhos realizados no âmbito do empreendimento imobiliário Cidade Foz tiveram como objectivo a elaboração de um diagnóstico acerca da existência de vestígios arqueológicos e consequente mitigação de efeitos negativos.

Avenida Diogo Leite, n.º 442, Vila Nova de Gaia

A ERA-Arqueologia levou a cabo trabalhos de acompanhamento arqueológico no âmbito da empreitada de remodelação do imóvel sito na Av. Diogo Leite, n.º 442, em Vila Nova de Gaia.

Rua das Janelas Verdes, edifício nº 3 a nº 7 (2ª Fase)

Estes trabalhos arqueológicos inseriram-se no âmbito das medidas de minimização propostas após a conclusão da primeira fase de trabalhos, visando a prevenção de impactes negativos sobre o património arqueológico existente no subsolo, no decorrer da obra.

Praça Praia do Bom Sucesso nº 7, 9 e 11

Destes trabalhos constaram a realização de 4 sondagens tipo poço, que visaram diagnosticar e avaliar o potencial cientifico e patrimonial dos contextos arqueológicos presentes na área de afectação do projecto, para a qual se previa importantes trabalhos de movimentação de terras.

Praça da República, nº 16 a 19, Sintra

Esta intervenção resultou de uma reunião na qual se deliberou que a remoção dos entulhos recentes no edifício em questão seria alvo de acompanhamento arqueológico.

Cine-Teatro Farense (Acompanhamento)

Esta intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico durante a remoção mecânica de subsolo no âmbito do projecto de remodelação do Cine-Teatro.

Praça da República, nº 15 a 19, Sintra

Estes trabalhos surgiram no seguimento do acompanhamento arqueológico e remoção de entulhos recentes no âmbito da obra de demolição do edifício existente neste local para construção de uma moradia.

Cruz de Celas, Coimbra (Diagnóstico)

A realização de sondagens de diagnóstico teve como objectivo a recolha de dados que permitissem programar a minimização de impactes sobre o património decorrentes da implementação do projecto de construção de um empreendimento imobiliário.

Praça João Mantas, Alverca do Ribatejo

Na sequência de uma solicitação da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, levaram-se a cabo trabalhos arqueológicos no edifício da antiga câmara de Alverca, onde recentemente se havia identificado um compartimento subterrâneo.

Cine-Teatro Farense (Diagnóstico)

Esta intervenção arqueológica enquadrou-se na avaliação prévia do potencial arqueológico da zona a afectar pelas obras do projecto de remodelação do Cine-Teatro Farense.

Rua da Misericórdia, nº 94-104 (acompanhamento)

O acompanhamento arqueológico realizado no âmbito da construção/remodelação do edifício sito na Rua da Misericórdia surgiu no seguimento dos resultados das duas sondagens arqueológicas efectuadas neste imóvel.

Rua Dr. Miguel Bombarda, nº 10 a 14, Tavira

Esta intervenção enquadrou-se no diagnóstico prévio do potencial arqueológico de um terreno localizado em Tavira, face a uma intervenção decorrente de um projecto de reabilitação e ampliação do edifício aí existente.

Avenida Infante Santo nº 58

Os trabalhos arqueológicos realizado no âmbito do projecto do Condomínio da Lapa incidiram no acompanhamento permanente das movimentações efectuadas no subsolo, incluindo em substracto geológico.

Área de Protecção da Villa das Almoínhas, Loures

Estes trabalhos arqueológicos enquadraram-se no diagnóstico prévio do potencial arqueológico de um terreno localizado em Loures, anexo à área intervencionada arqueologicamente na Villa das Almoínhas, face a uma obra programada para o local.

Rua de Sobre-o-Douro, 1A - Bairro Ignez, Porto

Os objectivos específicos da intervenção visaram a elaboração de um diagnóstico para avaliar o potencial arqueológico do local, assim como a minimização do risco da afectação negativa dos mesmos pelas obras previstas para este espaço.

Rua de Fez/Rua Dr. Afonso Baldaia, Porto

Os trabalhos arqueológicos visaram o diagnóstico do potencial arqueológico do local, assim como a minimização do risco da afectação negativa de evidências preservadas com valor científico e patrimonial pelas obras previstas.

Sítio da Forca, Maia

Os objectivos específicos da intervenção visaram a elaboração de um diagnóstico para avaliar o potencial arqueológico do sítio, assim como a minimização do risco da afectação negativa dos mesmos pelas obras previstas para este espaço.

Cineteatro Eduardo Brazão, Vila Nova de Gaia

Estes trabalhos arqueológicos enquadraram-se numa perspectiva de minimização de impacte face às obras de requalificação do Cineteatro.

Convento dos Inglesinhos, Lisboa (acompanhamento)

Estes trabalhos surgiram na sequência dos resultados observados aquando das escavações arqueológicas aí realizadas em 2003, tendo por desígnio a detecção de novos vestígios arqueológicos e o seu registo.

Cruz de Celas, Coimbra (Acompanhamento)

Durante estes trabalhos de acompanhamento foram cumpridas as medidas de minimização propostas após as duas intervenções arqueológicas realizadas no local (sondagens de diagnóstico e escavação em área).

Rua do Jardim, nº 6-10, Lagos

Estes trabalhos enquadraram-se no âmbito do projecto de reabilitação do imóvel, cuja localização no Centro Histórico, muito próximo da Porta de S. Gonçalo, o colocam dentro da Zona Especial de Protecção a este monumento Nacional.

Hospital Ortopédico de Sant’Ana, Parede

A ERA-Arqueologia levou a cabo acções de conservação e restauro sobre os peitoris das janelas da ala sudoeste do Hospital Ortopédico de Sant’Ana.

Rua Rasquinho nº 22, Faro

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico enquadraram-se numa perspectiva de minimização de impactes patrimoniais face às obras previstas no âmbito da remodelação do edifício nº 22 da Rua Rasquinho.

Antiga Casa da Câmara de Alverca

As acções arqueológicas programadas visaram a identificação e levantamento das realidades estratigráficas visíveis (paredes e abóbodas) e não rebocadas do imóvel.

Rua Lethes, Faro

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico enquadraram-se numa perspectiva de minimização de impactes face a uma vasta intervenção de recuperação e valorização prevista para o Palacete Doglioni,

Igreja de Nossa Senhora da Encarnação, Largo do Chiado, Lisboa

Os trabalhos arqueológicos realizados no Salão Paroquial da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação visaram a aplicação de medidas de minimização de impactes sobre o património arqueológico decorrentes das suas obras de recuperação.

Avenida Infante Santo, nº 58, Lisboa

Este trabalho teve como suporte o acompanhamento arqueológico a tempo inteiro de todas as movimentações e remoções de terras nesta área, bem como de demolição de componente importante do maciço calcário.

Rua Presidente Arriaga e Travessa de Dom Brás, Lisboa

A intervenção incidiu no acompanhamento arqueológico permanente das movimentações efectuadas no subsolo deste espaço, tendo como objectivo a identificação da presença de possíveis realidades de valor arqueológico e patrimonial e minimizar o impacte negativo dos trabalhos de remoção de terras.

Rua da Praia do Bom Sucesso, nº 32-34, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico foram efectuados aquando da abertura das fundações para a construção de uma moradia.

Rua São João da Praça, nº 18, Lisboa

Realizou-se o acompanhamento dos trabalhos de picagem da muralha denominada por “Cerca Moura”, no âmbito das obras de remodelação do edifício nº 18.

Largo do Príncipe Real, nº 32, Lisboa

Esta intervenção enquadrou-se numa perspectiva de diagnóstico e avaliação do potencial científico e patrimonial dos contextos arqueológicos presentes no edifício do Largo do Príncipe Real, no âmbito de um projecto de reabilitação.

Rua do Paraíso/Calçada do Forte, nº58-62, Lisboa

O acompanhamento arqueológico levado a cabo na Rua do Paraíso/Calçada do Forte, nº58-62, em Lisboa, teve como objectivo a minimização do impacto dos trabalhos de remodelação do espaço interior daquele edifício.

Rua da Bombarda nº 3, Lisboa

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico na Rua da Bombarda, nas proximidades do Largo do Intendente, decorreram no âmbito da construção de um imóvel de escritórios.

Travessa da Ferrugenta, nº 5, Lisboa

O objectivo do acompanhamento arqueológico foi identificar a presença de eventuais realidades de valor arqueológico e patrimonial e minimizar o impacte negativo resultante dos trabalhos de remoção de terras.

Avenida Infante Santo, n.º 45, Lisboa

Os trabalhos consistiram na escavação arqueológica com meios mecânicos de uma área para onde se encontrava projectado um empreendimento imobiliário.

Casa Fogaça, Lagos

Durante o acompanhamento arqueológico efectuado no âmbito da empreitada de reabilitação da Casa Fogaça assinalaram-se vários elementos de índole arqueológica.

Rua do Infante D. Henrique, nº 87 a 93, Porto

Levou-se a cabo o acompanhamento arqueológico na obra de reabilitação do prédio nº 87 a 93 na Rua do Infante D. Henrique, no Porto. Este edifício localiza-se na “Ribeira do Porto”, zona classificada como Património Mundial pela UNESCO.

Rua São João da Praça, nº 18, Lisboa (2ª intervenção)

A intervenção arqueológica neste edifício concretizou-se como medida de minimização no âmbito da construção de duas sapatas no 1º piso e da instalação de oito caixas de saneamento básico e respectivas valas no R/C.

Palácio da Rosa, Lisboa

A ERA-Arqueologia efectuou sondagens de diagnóstico na área do Palácio da Rosa, no âmbito de um projecto de recuperação e remodelação deste edifício e respectivo logradouro.

Praça Duque da Terceira, nº 20, Lisboa

Estes trabalhos arqueológicos visaram o acompanhamento das remoções de terras efectuadas para a remoção do pavimento deste local.

Palácio Almada Carvalhais, Lisboa

Estas sondagens foram realizadas numa fase de elaboração do projecto, enquadrando-se numa perspectiva de diagnóstico prévio do potencial arqueológico e da complexidade estratigráfica existente neste espaço.

Palácio dos Condes de Murça, Lisboa

A ERA-Arqueologia efectuou trabalhos arqueológicos no âmbito de um projecto de recuperação e remodelação do edifício e respectivo logradouro, numa perspectiva de diagnóstico e avaliação do potencial científico e patrimonial dos contextos arqueológicos presentes naquele espaço.

Calçada da Graça, nº 11 B, Lisboa

Levou-se a cabo uma sondagem arqueológica na área do corredor do piso inferior deste imóvel, bem como a picagem da parede ocidental do mesmo piso. O objetivo foi aferir da conjectural presença no local de um troço da Cerca Fernandina e evitar a sua eventual afectação.

Rua da Misericórdia, nº 4 a 10, Lisboa

O acompanhamento arqueológico realizado na Rua da Misericórdia, nº 4 a 10, em Lisboa, teve como finalidade a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pela (re)construção de um novo edifício nesse espaço.

Convento de São Gonçalo, Angra do Heroísmo

Os trabalhos de escavação arqueológica nas salas 2 e 5 do Recolhimento de São Gonçalo integraram-se no âmbito de minimizações de impactes negativos sobre vestígios arqueológicos decorrentes da obra de requalificação do antigo Convento de São Gonçalo.

Rua das Flores, nº 171 a 177, Porto

A intervenção enquadrou-se numa perspectiva de minimização de impactes patrimoniais, reconhecimento e detecção de eventuais vestígios arqueológicos durante a empreitada de recuperação do piso do rés-do-chão e no logradouro de um piso superior, onde se situa o Claustro do Hospital D. Lopo.

Rua São João da Praça n.º 18, Lisboa (3ª intervenção)

Os trabalhos sobre um troço da Cerca Velha e Torreão tiveram como objectivo a sua recuperação através de acções de conservação e restauro de modo a reforçar as estruturas e minorar os processos de degradação em curso.

Casa da Câmara de Vila Real de Santo António

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico efectuados no âmbito da remodelação do edifício da Casa da Câmara de Vila Real de Santo António inseriram-se no plano de reabilitação urbana do centro histórico.

Museu de São Roque, Lisboa (2ª intervenção)

Os objectivos do trabalho, concretizado no âmbito das obras de ampliação/remodelação do Museu, visaram a escavação arqueológica manual dos contextos a afectar pelo projecto de execução da obra, nos quais se incluía uma área de necrópole.

Pátio das Canas, 9, Alfama, Lisboa

Esta intervenção consistiu na realização de sondagens de diagnóstico/acompanhamento arqueológico nas áreas a afectar por cinco sapatas, no edifício nº9 do Pátio das Canas e no nº4 e 11 do Beco das Corvinhas, em Alfama.

Casa Fogaça/Oficina da Ciência Viva, Lagos

Os trabalhos arqueológicos realizados na Casa Fogaça/Oficina da Ciência Viva inseriram-se numa perspectiva de minimização de impactes patrimoniais na área a afectar para a construção dos caboucos para colocação de escadarias.

Largo do Priorado, nº 90, freguesia de Cedofeita, Porto

A intervenção enquadrou-se numa perspectiva de minimização de impacte resultante das obras de remodelação do imóvel referido, localizado em área classificada do centro histórico do Porto – “Área Classificada da Igreja Românica de Cedofeita”.

Convento de São Gonçalo, Angra do Heroísmo

Os trabalhos de remoção de terras nesta área permitiram identificar contextos arqueológicos preservados que podem enquadrar-se cronologicamente na fase de fundação do convento, no século XVI, e na sua antiga organização arquitectónica.

Rua de Sobreiras, nº 562, Porto

Concretizou-se o acompanhamento arqueológico dos trabalhos de reabilitação de um imóvel sito na Rua de Sobreiras, que consistiram essencialmente no levantamento manual dos pavimentos interiores, sem afectação directa no subsolo.

Museu de São Roque, Lisboa

Os trabalhos de escavação e acompanhamento arqueológicos executados, em 2007, no Museu de São Roque inseriram-se no âmbito da minimização de impactes resultantes das obras de remodelação deste espaço.

Rua da Misericórdia, nº 4 a 10, Lisboa

A intervenção arqueológica realizada na Rua da Misericórdia, nºs 4 a 10, teve um carácter de diagnóstico e surgiu no âmbito da (re)construção de um novo edifício habitacional nesse espaço.

Rua de Pedrouços, nº 111-123, Lisboa

O acompanhamento arqueológico realizado na Rua de Pedrouços, em zona de nível 2 do PDM de Lisboa, ocorreu no âmbito da construção de um novo empreendimento habitacional nesse espaço.

Rua Vítor Cordon, nº 9 a 13, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico visaram a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pela (re)construção de um novo edifício habitacional.

Rua de Santa Marta, Lisboa

A intervenção arqueológica na área de um imóvel sito na Rua de Santa Marta, entre a Travessa de Santa Marta e a Travessa do Despacho, em Lisboa, foi realizada no âmbito de um projecto de reconversão do referido edifício para adaptação a uma unidade hoteleira.

Rua de Santa Isabel, nº 47-53, Portimão

Estes trabalhos arqueológicos inseriram-se numa perspectiva de minimização de impactes patrimoniais face aos trabalhos de movimentações de terras previstos no âmbito da empreitada de reabilitação do edifício sito na Rua de Santa Isabel.

Casas Mortuárias de Alhandra

Os trabalhos consistiram na realização de 5 sondagens de diagnóstico arqueológico com vista à avaliação e caracterização preliminar do potencial científico e patrimonial dos contextos arqueológicos presentes no local.

Largo Professor Abel Salazar, nº 29, Porto

A ERA-Arqueologia executou o acompanhamento arqueológico dos trabalhos de reabilitação de um imóvel sito no Largo Professor Abel Salazar, inserido numa zona condicionada do ponto de vista arqueológico e patrimonial (ZAP 01 – Conjunto classificado da Zona Histórica do Porto).

Avenida do Mar, nº 8-10, Peniche

O acompanhamento arqueológico e a sondagem arqueológica de diagnóstico efectuados na área deste imóvel situado na Avenida do Mar realizaram-se no âmbito de um projecto de remodelação do edifício.

Empreendimento turístico Alfamar, Albufeira

Os trabalhos desenvolvidos visaram a identificação de vestígios de património arqueológico e edificado na área abrangida pelo projecto do futuro empreendimento turístico Alfamar, bem como a sua avaliação e elaboração de propostas de medidas de minimização dos mesmos.

Reabilitação da Muralha do Baluarte do Cavaleiro, Chaves

Os trabalhos arqueológicos realizados no âmbito do projecto de Reabilitação da Muralha do Baluarte do Cavaleiro visaram a mitigação de eventuais impactes negativos resultantes da execução da referida empreitada.

Rua de Santiago, nº 7-9, Lisboa

Estes labores surgiram na sequência de um parecer do (ex) IPPAR decorrente da apreciação do projecto de obra e da obrigatoriedade de realizar trabalhos arqueológicos prévios em locais situados em Zona de Nível 1 segundo o PDM de Lisboa.

Rua Dr. Miguel Bombarda, nº 61-64, Tavira

Estas sondagens arqueológicas de diagnóstico inseriram-se numa perspectiva de minimização de impactes patrimoniais face aos trabalhos de movimentações de terras previstos no âmbito da empreitada de reabilitação deste edifício.

CED - Casa Pia de Lisboa

A ERA-Arqueologia realizou o diagnóstico preliminar das causas dos principais problemas que afectavam dois dos edifícios da Casa Pia em Lisboa, o pavilhão Artur Bívar e os edifícios Jerónimos/Francisco Margiochi.

Travessa da Barca, nº 9, Portimão

O acompanhamento arqueológico visou a detecção de eventuais vestígios arqueológicos que pudessem ser afectados na área do projecto de reabilitação da Taberna de Maré, bem como garantir a protecção e salvaguarda dos mesmos e efectuar a sua caracterização em termos de valor científico e patrimonial.

Rua das Cruzes, nº 4-10, Lagos

Os trabalhos arqueológicos efectuados na Rua das Cruzes, Lagos, enquadraram-se numa perspectiva de diagnóstico do potencial arqueológico da área a afectar pelas obras de abertura de um ramal de água.

Rua da Boavista, nº 14, Faro

A intervenção consistiu no acompanhamento da remoção do entulho proveniente da demolição do imóvel de um piso, efectuada previamente, e na limpeza da área de obra, nomeadamente da área de jardim.

Calçada da Graça, nº 8, Lisboa

As sondagens arqueológicas inseriram-se numa perspectiva de diagnóstico e estudo prévio no âmbito do projecto de remodelação deste imóvel.

Largo de Santos, nº 11, Lisboa

Foram realizadas três sondagens mecânicas no âmbito do projecto de construção imobiliária protagonizado pela EDIFER, com o objectivo de avaliar o potencial patrimonial.

Praça D. Pedro IV, 1-3, e Rua Augusta, 285-295, Lisboa

As sondagens arqueológicas realizadas no interior destes dois edifícios permitiram identificar estruturas pré-pombalinas.

Quinta do Vale dos Anjos, Seteais (Sintra)

Estes trabalhos focaram todas as remoções de terras e desmonte de estruturas, que consistiram na preparação e limpeza da zona de obra para início dos trabalhos, na criação de uma área de garagem, na abertura de sapatas e valas para fundações e desmonte de muros de contenção de terras.

Rua Ivens, nºs 21 a 33, Lisboa

O acompanhamento arqueológico realizado teve como finalidade a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pela (re)construção de um novo edifício habitacional.

Rua do Arco, 5-7, Faro

De forma a caracterizar o subsolo na área a afectar pelo projecto de remodelação e a diagnosticar o potencial arqueológico do local, foram realizadas quinze sondagens arqueológicas de diagnóstico no interior e no exterior do edifício.

Calçada da Estrela, nº 144, Lisboa

Estes trabalhos arqueológicos inseriram-se numa perspectiva de diagnóstico e estudo prévio no âmbito do projecto arquitectónico de remodelação deste imóvel.

Largo do Limoeiro, 5-11, Lisboa

Foi realizada uma sondagem arqueológica no âmbito do diagnóstico e estudo prévio do projecto arquitectónico de remodelação deste imóvel.

Rua Terreiro do Parguinho, 2-4, Tavira

As escavações arqueológicas efectuadas no âmbito da empreitada de remodelação dos números 2 a 4 da Rua Terreiro do Parguinho enquadraram-se numa perspectiva de minimização de impactes sobre o património.

Rua António Maria Cardoso, nº 2 a 38, Lisboa

O acompanhamento arqueológico visou a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pela reposição da rede do gás.

Rua do Barão, n.º 2-4, e Travessa das Merceeiras, n.º 16, Lisboa

Estas acções de diagnóstico arqueológico visaram a aplicação de medidas de minimização de impactes sobre o património arqueológico decorrentes da empreitada de reabilitação deste edifício.

Herdade do Roncão, Reguengos de Monsaraz, Monte Roncão d'El Rey

Realizaram-se onze sondagens parietais nas mais representativas estruturas do conjunto arquitectónico e oito sondagens de subsolo em diferentes locais para aferir a possível existência de contextos arqueológicos preservados.

Rua Vasco da Gama, nº 81, Peniche

Esta escavação arqueológica enquadrou-se numa perspectiva de minimização de impactes sobre o património arqueológico decorrentes da obra de remodelação de um imóvel.

Largo da Nossa Senhora da Guia, Ferrel, Peniche

Os trabalhos arqueológicos efectuados num imóvel situado no Largo Nossa Senhora da Guia visaram a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais.

Rua Augusta, 285 a 289, Lisboa

Estas sondagens arqueológicas inseriram-se no âmbito das medidas de minimização de impactes sobre o património arqueológico face à afectação prevista pela implantação de sapatas, projectadas em virtude da reabilitação do edifício.

Ruas do Saco e da Igreja Velha, Albufeira

A ERA levou a cabo acções de acompanhamento arqueológico no âmbito do projecto de construção de um edifício no gaveto entre as ruas do Saco e da Igreja Velha.

Largo de São Rafael, n.° 6 a 10, Alfama

Esta intervenção visou a minimização de impactes sobre o património arqueológico decorrentes da implementação de um projecto de reabilitação no Largo de São Rafael.

Calçada da Graça, nº 8, Lisboa

A intervenção arqueológica enquadrou-se no âmbito de um projecto de remodelação do edifício, visando a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais.

Avenida da Índia, nº 186, Lisboa

A ERA acompanhou a escavação e movimentação de terras no âmbito da empreitada de desmantelamento do edifício da Casa do Arco da Torre e reconstrução, na mesma área, de um novo prédio.

Travessa do Desembargador, 18-22, Peniche

Estas acções de acompanhamento arqueológico incidiram sobre a demolição de uma antiga residência, visando evitar a afectação de qualquer vestígio arqueológico e/ou patrimonial.

Rua do Poço nº 62-64, Chaves

Os trabalhos arqueológicos enquadraram-se no âmbito de um projecto de remodelação, visando a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais, uma vez que o edifício se encontra localizado na ZEP da muralha medieval desta cidade.

Antiga Lithografia Portugal, Rua da Rosa, Lisboa

Foram realizadas, no espaço do edifício da antiga Lithografia Portugal, seis sondagens arqueológicas de diagnóstico, implantadas da forma mais abrangente possível.

Rua da Correnteza, 54 a 64, Lisboa

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico decorreram no âmbito da remodelação do edifício, incidindo na abertura de 17 sapatas para reforço da estrutura.

Antiga Casa da Guarda, Forte de São Vicente, Torres Vedras

A ERA levou a cabo a avaliação do potencial arqueológico e patrimonial no Forte de São Vicente, no âmbito da requalificação deste edificado, mais concretamente na antiga Casa da Guarda, cuja demolição estava prevista.

Rua de Santiago, 7-9, Lisboa

Foram abertas três sondagens de diagnóstico no sentido de aferir da existência de eventuais condicionantes arqueológicas à alteração do projecto de reabilitação do edifício.

Rua da Junqueira, 2, Lisboa

As acções de acompanhamento arqueológico resultaram de uma condicionante da Direcção Regional de Cultura, uma vez que este local se insere na Zona Especial de Protecção conjunta de diversos imóveis.

Praça do Príncipe Real, nº 32, Lisboa

As acções de acompanhamento arqueológico surgiram na sequência duma fase prévia de sondagens de diagnóstico e da existência de vestígios arqueológicos no subsolo, nomeadamente, na zona do logradouro do edifício.

Avenida da Liberdade, n° 97-117, Lisboa

As acções de acompanhamento arqueológico neste imóvel enquadraram-se numa perspectiva de minimização de impactes provocados pelos trabalhos de abertura de sete sapatas.

Centro Cívico de Leiria

A intervenção consistiu na execução de sondagens arqueológicas manuais, tendo como objectivos genéricos a avaliação do potencial arqueológico e patrimonial da área em questão.

Rua do Infante D. Henrique, nº 35, Porto

Foram executados trabalhos de acompanhamento arqueológico e registo tipológico do edificado na obra de reabilitação do prédio sito na Rua do Infante D. Henrique, com o número de polícia 35.

Cidadela de Cascais (registo ortofotográfico)

O objectivo foi a preservação, pelo registo, da Porta de Mar da Cidadela de Cascais, dado que o tecto da referida estrutura teria que ser sujeito a afectações no âmbito da empreitada de reabilitação da Cidadela.

Cidadela de Cascais (sondagens de diagnóstico)

Face à necessidade de afectação da uma estrutura no âmbito da construção da piscina do empreendimento, foi solicitada a realização de uma sondagem mecânica em profundidade na área contígua de forma a obter uma caracterização funcional e cronológica mais completa da mesma.

Rua de Pedrouços, nº 105, Lisboa

esta intervenção teve como objectivo principal a avaliação e caracterização do potencial arqueológico e patrimonial da área a afectar por um empreendimento habitacional na Rua de Pedrouços.

Rua Direita, nº1 – Casegas, Covilhã

Os trabalhos apresentaram-se com o intuito de avaliar o potencial arqueológico do local ou como medida preventiva dos impactos das obras de construção civil.

Casa dos Patudos, Alpiarça

Esta intervenção visou dar resposta às exigências legais do IGESPAR relativas à minimização de impactes sobre o património arqueológico decorrentes do projecto de renovação da Casa dos Patudos.

Antigo Paço Episcopal/Caritas Diocesana, Beja

Após o acompanhamento das várias intervenções levadas a cabo neste edifício (picagens de paredes, abertura de valas), foi possível atingir um extenso conhecimento sobre o mesmo.

Rua dos Machadinhos, 34-38 (e zonas envolventes), Lisboa

Esta intervenção consistiu na realização de pesquisa histórica para a avaliação do potencial arqueológico do edifício sito na Rua dos Machadinhos.

Palácio dos Condes de Murça, Lisboa (2ª intervenção)

No decorrer dos trabalhos foi registada uma série de estruturas relacionadas com as realidades edificadas que existiam no terreno do palácio e que, numa fase prévia ao arranque desta empreitada, foram demolidas.

Rua da Escola Politécnica, Praça do Príncipe Real e Rua da Alegria

Estes trabalhos procuraram obter uma caracterização do potencial científico e patrimonial dos contextos arqueológicos presentes nestes locais, através da limpeza, registo fotográfico e gráfico dos perfis das sondagens geotécnicas aí realizadas.

Antigo Hotel Bristol, Sintra

O objectivo foi a caracterização do potencial científico e patrimonial do interior do edíficio, tendo as sondagens sido implementadas de forma a proporcionarem uma correcta leitura espacial do imóvel.

Empreendimento Sol Tróia, Lote 273

A intervenção enquadrou-se numa perspectiva de minimização de impactes patrimoniais face à necessidade de realização de movimentações de terras, com afectação directa do subsolo.

Cidadela de Cascais (4ª intervenção)

Estes trabalhos arqueológicos tiveram como principal objectivo a escavação integral de um importante contexto arqueológico associado a uma lixeira, enquadrável no século XVIII.

Casa dos Patudos, Alpiarça (2ª intervenção)

Após a identificação de vestígios osteológicos humanos e uma eventual estrutura de combustão na Sala de Arqueologia deste edifício, realizaram-se trabalhos de diagnóstico arqueológico de forma a melhor compreender estas realidades.

Sítio do Tonel, Sagres (parecer técnico)

A ERA efectuou um parecer técnico relativo à observação dos perfis resultantes da afectação do subsolo num edifício sito no Tonel, Sagres.

Rua de São Marçal, nº 16/Travessa da Piedade, nº 7, Lisboa

Esta intervenção consistiu na realização de um diagnóstico arqueológico que permitisse informar o planeamento e gestão de projecto da obra no quarteirão da Rua de São Marçal.

Rua António Pinheiro Caldas, nº 9, Porto

O acompanhamento arqueológico na obra de reabilitação de um edifício visou a minimização de impactes patrimoniais numa zona condicionada da cidade (ZAP 36 – Foz Velha).

Rua do Machado, nº8/10, e Rua Neves Costa, nº 11/13, Carnide, Lisboa

A ERA realizou uma sondagem de diagnóstico, na zona de maior afectação no subsolo, no âmbito do projecto de requalificação de um edifício.

Travessa de Santa Teresa, nº 21, Lisboa

Efectuaram-se trabalhos de acompanhamento arqueológico no âmbito do projecto de alterações de um edifício sito na Travessa de Santa Teresa.

Sítio de S. Simão, Capela de Nossa Senhora da Graça, Penela

No âmbito de um parecer do IGESPAR para a construção de uma moradia unifamiliar junto à Capela de Nossa Senhora da Graça, no concelho de Penela, a ERA realizou trabalhos de avaliação patrimonial no sítio de S. Simão.

Edifício nº 32 do Príncipe Real, Lisboa

A escavação arqueológica realizada no âmbito do empreendimento de reabilitação do edifício nº 32 do Príncipe Real decorreu entre 16 e 25 de Março de 2011.

Avenida Dr. Brandão de Vasconcelos/Rua da Fangoia, Almoçageme

Estes trabalhos procuraram obter uma avaliação preliminar do potencial arqueológico do local, previamente à fase de construção, de forma a permitir uma melhor programação da mesma.

Rua do Carmo, nº 97, e Rua 1º de Dezembro, nº 105, Lisboa

A ERA efectuou uma abordagem arqueológica integrada que contemplou a realização de 5 sondagens arqueológicas de diagnóstico, numa área total de 15 m2 até 1 m de profundidade (variável), a implantar no local de 5 das 9 sapatas a realizar em obra.

Antiga Casa da Guarda, Forte de São Vicente, Torres Vedras (2ª intervenção)

Estes trabalhos arqueológicos e de conservação e restauro decorreram em Junho de 2011.

Rua de Santiago, n.º 10-14, Lisboa

No âmbito do empreendimento neste edifício, a ERA realizou trabalhos arqueológicos de diagnóstico e acompanhamento de obra, registando-se estruturas do tipo tanque e de cronologia romana, que nos é dada pelo seu modo construtivo, em opus signinum.

Rua Santana à Lapa, nº 11, Lisboa

Os trabalhos arqueológicos no âmbito da empreitada de reabilitação do edifício resultaram de um parecer emitido pela DRCLVT sobre a viabilização da construção de imóvel mediante acompanhamento arqueológico.

Pousada de Óbidos, Rua do Castelo, nº 1, Óbidos

A ERA levou a cabo, em 2011, o parecer técnico relativo ao projecto de ampliação da Pousada de Óbidos na área do conjunto classificado como Monumento Nacional.

Palacete Ribeiro da Cunha e Rua da Alegria, nº 76-104, Lisboa

Estes trabalhos resultaram de uma avaliação preliminar do potencial arqueológico, que consistiu na limpeza dos cortes resultantes das sondagens geotécnicas efectuadas e na consequente leitura estratigráfica dos mesmos.

Rua da Imprensa Nacional, nº 22, Lisboa

Esta intervenção teve como objectivo a detecção de eventuais vestígios arqueológicos afectados pelo empreendimento de reabilitação e a proposta de medidas de minimização a aplicar.

Avenida Araújo Silva, nº 5-7, Penafiel

Procedeu-se a uma abordagem arqueológica integrada que contemplou o acompanhamento arqueológico permanente de todas as acções realizadas por via mecânica ou manual que implicassem levantamento de pavimentos, desmonte de paredes e a eventual afectação de bens patrimoniais.

Rua do Arrabalde, Ulgueira, concelho de Sintra

No âmbito da abertura de uma vala para implantação de uma cave de habitação, procedeu-se ao acompanhamento de todas as movimentações de terra, realizando-se um registo fotográfico e descritivo das realidades observadas.

Rua do Cabeço do Pisão, Azóia

As sondagens arqueológicas realizadas previamente à execução do projecto de construção de uma residência unifamiliar decorreram nos dias 1 e 2 de Agosto de 2011.

São Simão, Penela (2ª intervenção)

Esta intervenção representou uma nova fase de trabalhos em São Simão, consistindo na realização de duas sondagens, no corte NO, com o objectivo de compreender o impacte da obra sobre o património existente.

Hotel Lanidor, Avenida da Liberdade, 160-164, Lisboa

No decurso das obras de escavação da área do logradouro deste edifício, foram identificadas e registadas estruturas de jardim pós-pombalinas, edificadas ao longo dos sécs. XIX-XX.

Irish Pub Hennessy's, Cais do Sodré, nº 32-36

Adjudicada à ERA por Francis Laden (Oceânico Group), esta intervenção foi realizada no âmbito do empreendimento de remodelação do Bar Irlandês Hennessy's.

Edifício 1-3 do Alto do Longo, Príncipe Real, Lisboa

Efectuou-se o acompanhamento arqueológico da empreitada de construção de uma moradia familiar de três pisos na área do antigo edifício 1-3 do Alto do Longo.

Rua dos Panaçais, concelho de Vila Nova de Gaia

No âmbito do projecto de construção de uma moradia unifamiliar, executaram-se quatro sondagens de diagnóstico, visando-se abranger uma amostra significativa da estratigrafia presente no local.

Rua Ferreira Borges, 99 a 105, Lisboa

Pretendeu-se determinar a relação espacial entre o Aqueduto das Águas Livres e o lote de terreno entre os números 99 a 105 da Rua Ferreira Borges, de forma a poder-se aferir da eventual afectação do aqueduto por um projecto previsto para o local.

Hotel Project Lisboa, Avenida da Liberdade, 136, Lisboa

Esta intervenção enquadrou-se numa perspectiva de avaliação do potencial científico do local afecto à construção do Hotel Project Lisboa.

Rua do Recolhimento, n.º 35, Lisboa

As sondagens de diagnóstico efetuadas possibilitaram a identificação de uma longa diacronia de ocupação neste local, desde a Idade do Ferro à actualidade. Numa delas, registaram-se vestígios atribuídos ao período Romano republicano, nomeadamente um muro, já muito afectado por contextos posteriores.

Sítio da Amoreira, São Martinho de Árvore, Coimbra

As sondagens arqueológicas realizadas no âmbito do empreendimento (em projecto) da construção de um Centro Cultural no sítio da Amoreira foram adjudicadas pela Câmara Municipal de Coimbra.

Igreja Matriz de Grândola

Considerando a sensibilidade da zona de intervenção, os trabalhos arqueológicos asseguraram a não afectação do subsolo, sendo o projeto limitado à tarefa de repavimentação da área envolvente da Igreja Matriz.

Rua do Alecrim, 21-21 A, e Rua de São Paulo, 23-35, Lisboa

Estas acções arqueológicas foram realizadas no âmbito do empreendimento de reabilitação destes edifícios.

Rua Diogo do Couto, 8, Lisboa

Estes trabalhos (sondagem arqueológica manual de diagnóstico e emissão de parecer) foram realizados no âmbito do empreendimento de reabilitação do edifício sito na Rua Diogo do Couto.

Largo da Academia Nacional das Belas Artes, nº 1, Lisboa

Efectuaram-se trabalhos de pesquisa histórico-arqueológica no âmbito do empreendimento de reabilitação do edifício nº 1 do Largo da Academia Nacional das Belas Artes.

Igreja de São Roque (Galeria Anexa), Lisboa

Os trabalhos arqueológicos dividiram-se em quatro fases: sondagens parietais, picagem integral das paredes, remoção do pavimento e sondagens de diagnóstico.

Calçada de São Francisco, 23-27, Lisboa

Realizou-se uma sondagem de diagnóstico, numa zona coincidente com a futura caixa de elevador do edifício, de forma a avaliar o potencial arqueológico.

Travessa Nova do Espírito Santo/Rua do Touro, Elvas

O acompanhamento arqueológico centrou-se nos trabalhos de remoção de terra para a implantação de infraestruturas de saneamento e de vigas de fundação.

Hotel Portugal, Rua João das Regras, n.º 4, Lisboa

A empreitada de reabilitação do edifício implicava a afectação de áreas com potencial arqueológico, já que se desenvolveu numa Zona de Intervenção de nível I do PDM.

Rua dos Sapateiros (130-144)/Rua da Assunção (73-77), Lisboa

Foram programadas acções prévias de diagnóstico arqueológico, com o objectivo genérico de procurar compreender a estratigrafia do espaço e fornecer dados para a posterior instrução do projecto de obra.

Hotel Lisboa Prata Boutique, Rua da Prata, 116-122, Lisboa

Realizaram-se sondagens arqueológicas de diagnóstico no âmbito das obras de reabilitação deste edifício sito na Rua da Prata, para adaptação do Hotel Lisboa Prata Boutique.

Travessa de Santa Teresa, nº 21, Lisboa

No âmbito deste projecto, foram programadas e executadas acções preventivas de acompanhamento arqueológico permanente durante as movimentações de terra.

Rua dos Douradores 142-156 e Rua da Assunção 10-16, Lisboa

Estes trabalhos arqueológicos foram realizados no âmbito do projecto de reabilitação estrutural e adaptação a unidade hoteleira de 3 estrelas deste edifício.

Museu de São Roque, Lisboa (3ª intervenção)

Realizaram-se sondagens arqueológicas no âmbito do projecto de adaptação de espaços para a instalação da Biblioteca Brotéria, reinstalação da Biblioteca da SCML e serviços afectos à secretaria-geral.

Palácio dos Condes de Tomar, Lisboa

No logradouro do Palácio, concretizaram-se 2 sondagens de diagnóstico integradas no Plano de Sondagens Geotécnicas e Sondagens Estruturais requerido pela equipa projectista.

Loja da Tezenis, Rua 1º de Dezembro/Praça D. Pedro IV, Lisboa

Esta intervenção visou a detecção de vestígios arqueológicos afectados pelo desenvolvimento de obras, tendo resultado na identificação de dois conjuntos de estruturas enquadráveis em dois períodos diferentes.

Rua da Reboleira, n° 52-62, Porto

As obras a realizar neste edifício implicavam a afectação de áreas com potencial arqueológico, dado este situar-se numa zona da cidade formalmente condicionada do ponto de vista arqueológico e patrimonial.

Rua Dr. Fernando Andrea, nº 22-26, Colares (Sintra)

As obras a realizar implicavam a afectação de áreas com potencial arqueológico, já que o sítio se localiza na “Zona Especial de Protecção da Paisagem Cultural de Sintra”.

Avenida António Augusto Aguiar/Rua Dr Nicolau Bettencourt, Lisboa

Estes trabalhos arqueológicos foram efectuados no âmbito da construção de um novo edifício no local da antiga Clínica de São Lucas.

Rua Saraiva de Carvalho, nº 74 a 76, Lisboa

A empreitada decorreu de forma contínua, com a realização de várias sapatas para a colocação de alicerces, não tendo sido identificados contextos arqueológicos, à excepção de uma estrutura negativa escavada no substrato geológico.

Rua Fernando Magalhães, nº 27, Barcelos

Foram realizadas sondagens prévias de diagnóstico, parietais e no solo, distribuídas de forma a abranger as principais zonas de afectação e a caracterizar o mais rigorosamente possível a diacronia do local.

Antigo Edifício das Escolas Velhas, Almeirim

Os trabalhos respeitaram a um contexto arqueológico de necrópole que deixou perceber uma intensa utilização (de larga diacronia), tendo sido reconhecidos, pelo menos, quatro momentos de tumulação em sucessão.

Rua dos Poiais de São Bento 1-9/Rua Poço dos Negros 6, Lisboa

Estes trabalhos arqueológicos foram realizados no âmbito das obras de reabilitação do edifício, permitido aferir alguns dados referentes a diferentes momentos de ocupação do palácio.

Calçada Marquês de Abrantes, nº 17, Lisboa

Realizou-se o acompanhamento arqueológico da abertura de quatro sondagens geotécnicas e da execução de duas sondagens arqueológicas manuais de diagnóstico neste edifício.

Rua da Lapa nº 69, Lisboa

A intervenção consistiu na realização de sondagens geotécnicas com o objectivo de analisar a consistência dos alicerces e de sondagens arqueológicas no interior e exterior do edifício.

Rua da Misericórdia nº 135-137, Lisboa

Foram realizadas 3 sondagens de diagnóstico em áreas a afectar pelo projecto de execução da obra.

Rua do Facho nº 35, Óbidos

Foram realizadas cinco sondagens arqueológicas manuais, de diagnóstico preliminar, permitindo assim uma primeira avaliação do potencial arqueológico da área de incidência do projecto de reconstrução/ampliação do prédio

Rua da Madalena nº 75, Lisboa

A ERA realizou, em 2016, trabalhos de diagnóstico arqueológico no imóvel sito na Rua da Madalena nº 75, situado em zona de nível I do PDM de Lisboa, estando igualmente abrangido pelo Plano de Pormenor da Baixa.

Projecto de Adaptação Parcial do Extinto Tribunal da Boa Hora, Lisboa

O Largo da Boa-Hora localiza-se em Zona de Nível 1 do PDM de Lisboa e insere-se na área designada por “Baixa Pombalina”, o que implicava a afectação de áreas com potencial arqueológico por parte das obras de adaptação do edifício.

Escola Luísa Ducla Soares, Rua do Passadiço, n.º 86, Lisboa

Esta intervenção surgiu da necessidade de avaliação, em termos arqueológicos, da realização de poços de inspecção estrutural e geotécnica na Escola Luísa Ducla Soares, no âmbito de um projecto de reabilitação do espaço.

Jardim das Damas (Palácio da Ajuda), Lisboa

No decurso dos trabalhos, foram abertas 7 valas e duas caixas, nas quais se observaram três estruturas interpretadas como estando relacionadas com o sistema original de canalizações do Jardim.

Travessa André Valente, n.º 13, Lisboa

O plano de sondagens arqueológicas programado, e previamente aprovado pela DGPC (3 sondagens de diagnóstico), pretendia avalizar as intervenções exteriores previstas no projecto.

Largo do Carmo, 8-10, Lisboa

A intervenção consistiu na execução de 9 sondagens arqueológicas com vista a aferir o potencial arqueológico do local e assim dotar o cliente das informações necessárias à execução de futuros projectos de requalificação do edificado.

Travessa das Mónicas, n.º 17, Lisboa

As obras a realizar no edifício implicavam a afectação de áreas com potencial arqueológico, localizadas na Zona de Protecção do Castelo de S. Jorge e Restos das Cercas de Lisboa e na Zona Especial de Protecção ao Palácio Condes de Figueira.

Rua do Ferragial, 9-13, Lisboa

A obra a realizar neste local implicava a afectação de áreas com potencial arqueológico, já que se desenvolve na Zona de Intervenção de Nível II do PDM de Lisboa, estando o imóvel classificado como Conjunto de Interesse Público (CIP).

Rua Nova do Almada, nº 53, Lisboa

Procedeu-se ao acompanhamento arqueológico da escavação mecânica e manual de uma área de sapata para colocação de uma grua.

Rua da Lapa, 69, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico realizaram-se no âmbito do empreendimento de reconstrução do imóvel sito na Rua da Lapa.

Largo D. Paulo da Gama, n.º 8, Palhais

O acompanhamento arqueológico teve como objetivo responder às condicionantes estabelecidas para a execução do projecto para a remodelação e ampliação do edifício.

Casa do Bispo, Rua Antero de Quental, Sesimbra

A necessidade de acompanhamento arqueológico adveio da localização deste imóvel na Zona de Protecção da “Capela do Espírito Santo dos Mareantes”.

Largo de Santos, nº 11, Lisboa

As intervenções arqueológicas efectuadas no edifício nº 11 do Largo de Santos, em Lisboa, inserido em Zona de Nível 2 do PDM, cuja afectação do subsolo requeria o acompanhamento arqueológico permanente, realizaram-se entre Setembro de 2008 e Fevereiro de 2009.

Avenida dos Bombeiros Voluntários, Parede (Cascais)

Esta intervenção decorreu no âmbito de um projecto de recuperação de uma moradia, encontrando-se o lote de terreno no perímetro do Povoado pré-histórico da Parede, classificado como Bem Cultural de Interesse Patrimonial.

Rua Presidente Arriaga, 19-27, Lisboa

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico referentes ao projecto executado na Rua Presidente Arriaga decorreram entre 15 de Dezembro de 2016 e 3 de Janeiro de 2017.

Rua Arquitecto Paulino Montez, 16-18, e Rua Luís Ataíde, 76, Peniche

A ERA efectuou acompanhamento arqueológico no âmbito do projecto de requalificação de um edifício.

Rua de São Bento, 562-570, Lisboa

Apesar dos trabalhos de remodelação do edificado terem começado antes da chegada da equipa de arqueologia, foi ainda assim possível fazer uma leitura da estratigrafia do local.

Rua da Fonte, 6-12, Carnide, Lisboa

As obras de reabilitação do imóvel implicavam a afectação de áreas com potencial arqueológico, já que integram a Zona Antiga de Carnide-Luz, em vias de classificação como Conjunto de Interesse Público.

Hotel Caminhos de Santiago, Rua Cidade de Beja, Santiago do Cacém

Esta intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico dos trabalhos realizados no Hotel Caminhos de Santiago, localizado na Rua Cidade de Beja, em Santiago do Cacém

Forte da Consolação, Peniche

Dado que o projecto de recuperação do Forte implicava a afectação de áreas com potencial arqueológico, já que se desenvolvia num edifício classificado como Monumento Nacional, foi preconizada a realização de sondagens de diagnóstico.

Igreja de Santo António, Montemor-o-Velho

Os trabalhos de diagnóstico de conservação e restauro realizados no âmbito do projecto “Recuperação da Igreja de Santo António” foram adjudicados à ERA pela Câmara Municipal de Montemor-o-Velho.

Rua das Alcássimas, 16-18, Oeiras

Foram executadas 5 sondagens de diagnóstico, no sentido de aferir a existência de possíveis contextos que pudessem vir a ser afectados pelo empreendimento de construção de um edifício.

Jardim da Cerca do Hospital, Almeirim

As obras a realizar no Jardim da Cerca do Hospital implicavam a afectação de áreas com potencial arqueológico, como verificado pela intervenção efectuada em 2003.

Rua Nova do Desterro, 16, Lisboa

Esta intervenção consistiu na definição de um Plano de Actuação Arqueológica que permitisse aferir o potencial arqueológico e patrimonial da área de implantação do imóvel.

Rua Nova de São Mamede, 62-68, Lisboa

A ERA procedeu à elaboração de um parecer técnico, de um diagnóstico do estado de conservação e restauro e de uma proposta de conservação e restauro para o revestimento parietal da escadaria existente no edifício.

Rua da Madalena, 89-93, Lisboa

Esta intervenção consistiu num levantamento minucioso do estado de conservação específico dos objetos identificados ao longo da análise das campanhas decorativas presentes in loco.

Palácio Mesquitela, Lisboa

Esta intervenção surgiu na sequência de trabalhos de acompanhamento arqueológico realizados no Palácio Mesquitela, em Lisboa, que revelaram contextos relevantes para a compreensão da ocupação deste espaço.

Palácio dos Lumiares, Lisboa

Os objectivos visavam um diagnóstico, determinado na sequência da primeira intervenção no local, a qual evidenciou o potencial arqueológico do subsolo do Palácio dos Lumiares.

Ruas Cândido dos Reis, 2 e 4, e do Arco de Santana, 1 e 3, Estoi, Faro

Esta intervenção baseou-se no acompanhamento arqueológico das obras de reestruturação do edifício sito nestas ruas, tendo sido possível identificar as suas fases construtivas.

Rua Mouzinho da Silveira, 42-44, Porto

Os trabalhos arqueológicos realizados no âmbito da remodelação do imóvel 42-44 da Rua Mouzinho da Silveira surgiram na sequência de condicionantes legais, já que o local se situa em área classificada do centro histórico do Porto.

Rua do Recolhimento, 38, Lisboa

No ano de 2008, efectuou-se um breve enquadramento histórico-arqueológico da Rua do Recolhimento e área envolvente resultante da compilação compilação de dados existentes para a área em estudo, através da recolha da bibliografia geral e específica.

Rua Machado dos Santos/Rua de Alcobaça, Leiria

A ERA levou a cabo trabalhos de acompanhamento arqueológico da obra de construção de edifício para comércio, habitação e escritórios na Rua Machado Santos/Rua de Alcobaça.

Avenida dos Aliados, 151-179, Porto

Estes trabalhos visaram a caracterização/diagnóstico preliminar do potencial científico e patrimonial dos contextos arqueológicos presentes na área a afectar pela Remodelação e Ampliação da Antiga Pensão Monumental.

Rua dos Machados, 5-7, Tavira

Esta intervenção inseriu-se numa perspectiva de minimização de impactes patrimoniais face aos trabalhos de movimentações de terras, picagem de paredes e/ou demolições de paredes, previstos no âmbito da empreitada de reabilitação deste edifício.

Rua Fernandes Tomás, 59-61, Lisboa

Os trabalhos arqueológicos em questão visaram a minimização de impactes sobre eventuais vestígios, patrimoniais e arqueológicos a serem afectados pela reconversão urbana dos n.ºs 59 e 61 da Rua Fernandes Tomás.

Calçada Marquês de Abrantes, 104-108, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico enquadraram-se na minimização de impactes sobre o património decorrentes das obras de reabilitação do edifício.

Rua Tomás Ribeiro, 109, Lisboa

Visou-se permitir uma intervenção atempada de salvaguarda de valores patrimoniais não identificados previamente ao início da obra de reabilitação, verificar o cumprimento das medidas de mitigação estabelecidas e documentar/registar as acções desenvolvidas.

Rua do Almada, 149, Porto

Esta intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico de 4 caboucos no logradouro do imóvel para implantação da sustentação de uma estrutura de cobertura.

Moradia, Lote 9, em Marinhas (Colares)

Levou-se a cabo o acompanhamento arqueológico da escavação mecânica da totalidade da área a afectar pela empreitada de fundações da moradia.

Rua da Assunção, 88, Lisboa

Determinou-se a abertura de uma sondagem arqueológica de diagnóstico, a qual incluiu a totalidade do subsolo a afectar para construção de um poço de elevador.

Pousada de Óbidos, Rua do Castelo, nº 1, Óbidos

No âmbito das obras realizadas neste edifício, incluído no “Castelo e todo o conjunto urbano da vila de Óbidos”, esta intervenção implicou a afectação de áreas que poderiam apresentar potencial arqueológico.

Rua da Misericórdia, 76, Lisboa

Estas acções arqueológicas enquadraram-se na reabilitação do edifício sito no nº 76 da Rua da Misericórdia, em Zona de Intervenção de nível II do PDM e em Zona de protecção CASTELO DE SÃO JORGE E RESTOS DAS CERCAS DE LISBOA.

Centro de Saúde de Alhandra, concelho de Vila Franca de Xira

No âmbito da construção do futuro Centro de Saúde de Alhandra, no local onde antigamente se situava a Igreja de S. Francisco, foram realizadas 15 sondagens arqueológicas, num total de 64 m2.

Rua do Diário de Notícias, 15, Lisboa

Efectuou-se o acompanhamento arqueológico dos trabalhos de escavação no piso térreo do edifício numa área de 21 m2 distribuída por dois compartimentos.

Rua Dr. Aníbal Esmeriz, Sesimbra

No âmbito da reabilitação da futura sede do Museu Municipal de Sesimbra, realizou-se o acompanhamento arqueológico de todas as atividades que envolveram remoção ou revolvimento de solo no piso térreo do imóvel e na zona exterior ao mesmo.

Cripta do Palácio dos Condes de Murça, Lisboa

No decorrer dos trabalhos de remodelação de um dos pavimentos, foi posta a descoberto uma cripta funerária. Ainda que, no âmbito do actual projecto, estes contextos não estivessem sujeitos a afectação, optou-se por proceder à exumação dos indivíduos ali sepultados.

Palácio Condes de Azevedo, Rua da Porta do Sol, 2, Porto

Os trabalhos iniciais, estudo histórico-espacial e sondagens de diagnóstico, ocorreram entre Janeiro e Fevereiro de 2013, sendo que o acompanhamento arqueológico teve início em Fevereiro de 2014, decorrendo continuamente durante esse ano até à sua conclusão em 17 de Abril de 2015.

Rua da Quintinha, 25, Lisboa

Estes labores de acompanhamento arqueológico enquadraram-se nas obras realizadas no edifício da Rua da Quintinha, localizado na área de protecção do Aqueduto das Águas Livres.

Rua António da Costa Ascensão, nº 8, Loulé

Assim, a realização desta sondagem de diagnóstico tinha como objectivo a caracterização tipológica e cronológica da estrutura negativa aparentemente melhor conservada.

Travessa André Valente, nº 13-19, Lisboa

Efectuaram-se três sondagens de diagnóstico, implantadas nas áreas de construção de vigas, com o objectivo de avaliar o potencial arqueológico deste espaço e consequentemente determinar as medidas de minimização a aplicar.

Convento de Jesus (Setúbal) - Levantamento e Análise do Edificado

Esta intervenção consistiu no levantamento ortofotográfico e na análise do edificado do Convento de Jesus, em Setúbal, com vista a fornecer ferramentas que permitissem à DGPC, em conjunto com os projectistas do processo de reabilitação, estabelecer as mais adequadas estratégias de abordagem ao edifício.

Escadas das Verdades, 48-50, Porto

As obras de reabilitação de um edifício implicavam a afectação de áreas com potencial arqueológico, uma vez situadas na Zona de Protecção (-50 M) do Paço Episcopal do Porto, Monumento Nacional.

Rua de S. Julião, n.º 72 Lisboa

Estes serviços arqueológicos decorreram no âmbito do empreendimento de requalificação do n.º 72 da Rua de S. Julião, o qual implicou a afectação de áreas com potencial de carácter arqueológico, dado que se desenvolveu em zonas de intervenção de nível 1 do PDM.

Largo Rafael Bordalo Pinheiro, Lisboa

A intervenção realizada no âmbito do Projecto de Requalificação do Largo Rafael Bordalo Pinheiro permitiu confirmar alguns dados urbanísticos presentes nas fontes históricas e cartográficas.

Rua das Gaivotas, n.º 18 (antiga Fábrica de Vidro das Gaivotas), Lisboa

As sondagens de diagnóstico realizadas visaram a caracterização do potencial científico dos contextos presentes no local, fundamental para a definição do efectivo potencial patrimonial e complexidade específica deste espaço.

Beco do Castelo, Letra A, e Calçada da Rosa, 18-A, Lisboa

Realizaram-se duas sondagens de diagnóstico e subsequentes trabalhos de acompanhamento arqueológico, que permitiram caracterizar a ocupação deste espaço.

Rua Augusta, 147-155, e Rua da Vitória, 49-55, Lisboa

Os trabalhos arqueológicos (escavação e acompanhamento arqueológico) realizados no âmbito do projecto de reabilitação do edifício sito na Rua Augusta e na Rua da Vitória.

Quinta Alegre – Palácio do Marquês do Alegrete, Lisboa

Estes trabalhos de diagnóstico arqueológico abrangeram uma superfície total de 95 m2 distribuídos pelas áreas de maior interesse para o projecto de arquitectura paisagista.

Travessa das Merceeiras, Lisboa

Em 2013, foram realizados trabalhos de acompanhamento arqueológico na Travessa das Merceeiras.

Rua do Passeio Alegre, n.º 258-280, Porto

Levou-se a cabo a avaliação do potencial arqueológico do local, através de sondagens de diagnóstico. Posteriormente, efetuou-se o acompanhamento arqueológico de movimentações de terra que pudessem incidir sobre contextos arqueológicos preservados, coetâneos ou não com as estruturas identificadas na fase de diagnóstico.

Rua dos Correeiros 130-134/Rua da Assunção 41-47, Lisboa

Os trabalhos consistiram na realização de 10 sondagens de diagnóstico localizadas em áreas a afetar pela obra de reabilitação, designadamente, nas zonas de implantação das câmaras de inspecção referentes à rede de drenagem de águas residuais.

Rua Ivens 18-28/ Rua Capelo 2-4B, Lisboa

A escavação das sondagens demonstrou uma ausência de vestígios arqueológicos cronologicamente atribuíveis a períodos anteriores ao Terramoto de 1755. Contudo, foi possível identificar elementos estruturais, que correspondem à fase contemporânea de construção do edifício, entre os anos de 1755 e 1807.

Acesso ao Forte da Graça – Estacionamento e Infraestruturas Exteriores (Elvas)

O plano de trabalhos desenvolvido pela ERA-Arqueologia teve como objectivo o acompanhamento arqueológico de todos os trabalhos de remoção de terras da obra do Caminho de Acesso ao Forte da Graça, desde a sua intersecção com a N246 até à esplanada localizada em frente das Portas de Acesso.

Rua dos Fanqueiros, n.º 110-114, Lisboa

Os trabalhos de diagnóstico permitiram compreender um pouco da história ocupacional deste espaço, tendo-se individualizado 5 fases que correspondem grosso modo às principais alterações.

Rua do Alecrim, 24, Lisboa

No âmbito do empreendimento de reabilitação do edifício, estes trabalhos consistiram na realização de quatro sondagens de diagnóstico e no posterior acompanhamento arqueológico dos trabalhos em fase de obra.

Empreendimento Rei Ramiro Terraces, Vila Nova de Gaia

O plano de trabalhos preconizou o alargamento em área das sondagens realizadas, em 2008, na plataforma superior, onde haviam sido identificados contextos romanos, e a escavação de duas novas sondagens na plataforma inferior, dentro do actual edifício.

Calçada da Estrela, n.º 24, Lisboa

No decorrer da intervenção foram descobertos vários contextos arqueológicos relacionados com os edifícios existentes na zona antes desta sofrer uma reformulação urbanística durante o séc. XIX.

Rua da Emenda, n.º 41, Lisboa

Realizaram-se 2 sondagens de inspeção estrutural com o objectivo de informar o projecto da estabilidade da futura empreitada e detetar eventuais vestígios arqueológicos. Posteriormente, efetuou-se o acompanhamento das ações de remoção de pavimento em cimento e de abertura de caixa.

Rua da Saudade, n.º 16, Cascais

Estes trabalhos integraram-se no empreendimento de reabilitação deste edifício, tendo o espaço intervencionado correspondido à abertura de 4 áreas para implantação de sapatas/fundações.

Avenida da Liberdade, n.º 236, Lisboa

Uma vez que a empreitada se realizava num dos edifícios que integra o Conjunto de Interesse Público da Av. da Liberdade, estava previsto o acompanhamento arqueológico permanente de todas as ações que implicassem remeximento do subsolo ou eventual afetação de bens patrimoniais.

Rua de São Paulo, n.º 246, Lisboa

Tendo em conta a localização do edifício e a afetação prevista no âmbito deste projeto, procedeu-se ao acompanhamento arqueológico permanente de todas as ações realizadas por via mecânica ou manual que implicavam remeximento do subsolo.

Rua do Salitre, n.º 100, Lisboa

Foram realizadas duas sondagens até à cota de afetação de obra no interior do edifício, com o objetivo foi detetar eventuais vestígios arqueológicos a serem afetados pelo desenvolvimento destes trabalhos,

Alteração do Antigo Convento do Desagravo do Santíssimo Sacramento, Lisboa

Apesar de grandes alterações no Convento, o acompanhamento permitiu registar um conjunto de estruturas edificadas anteriores ao atual complexo do imóvel.

Rua Cecílio de Sousa, n.º 31, Lisboa

Os depósitos registados em toda esta área consistiram em aterros, com materiais de cronologias pertencentes aos séculos XVII/XIX (Faianças, porcelanas, azulejos) e em depósitos estéreis do ponto de vista arqueológico, correspondentes a níveis de deposição natural.

Praça da Figueira, n.º 15, Lisboa

A intervenção permitiu aferir a diacronia ocupacional do sítio, identificando-se um conjunto de estruturas provavelmente de época pré-pombalina, identificadas no piso inferior, e um conjunto de estruturas correspondentes aos momentos contemporâneos de ocupação do edificado, no piso térreo.

Rua da Liberdade, n.º 14, Tavira

Realizou-se uma sondagem de diagnóstico, na qual foi detetada uma estatigrafia contínua até ao período moderno, e o acompanhamento dos trabalhos de afetação do subsolo, em que se registaram estratos contemporâneos relacionados com a implantação de infraestruturas subterrâneas.

Rua Eduardo Coelho, n.º 79-83, Lisboa

Na sondagem efetuada apenas se registou a presença de dois níveis de aterro e de um alicerce que suportava uma parede. No interior do edifício, não foram observados quaisquer vestígios arqueológicos ou sinais de afetação de realidades patromoniais pré-existentes.

Rua Eduardo Coelho, n.º 67, Lisboa

Os resultados obtidos permitiram concluir que, para além das estruturas contemporâneas do atual edifício (um muro de contenção e duas caixas de esgoto já anuladas), não existiam outras realidades de valor arqueológico.

Palácio da Anunciada, Rua das Portas de Santo Antão, n.º 112-126, Lisboa

A intervenção permitiu vislumbrar um edifício que esteve ligado às figuras mais incontornáveis do século XVIII e XIX, tendo sido o espaço em que provavelmente se escreveram algumas linhas da nossa história moderna.

Casas da Lapa, Rua de São Domingos, n.º 8, Lisboa

Foram realizadas 5 sondagens geotécnicas, com abertura acompanhada pela equipa de arqueologia, e 4 sondagens arqueológicas em poço, sendo possível avançar com a caracterização do subsolo do local até à cota de substrato geológico.

Hotel Baixa Chiado, Rua da Prata 221-231 e Rua dos Correeiros 158-165, Lisboa

Realizaram-se 6 sondagens arqueológicas de diagnóstico em áreas a afetar por poços geotécnicos, não tendo sido identificado património com valor arqueológico relevante, à exceção do troço de um antigo arruamento pré-pombalino.

Rua de Santiago, n.º 7-9, Lisboa

As sondagens realizadas permitiram compreender a evolução deste edifício. Foi possível verificar que o palácio dos Condes de Tentúgal já existia aquando do terramoto de 1755, mas que ainda antes desse evento teria sofrido remodelações no século XVII

Rua do Boqueirão Duro e Rua D. Luís I, Lisboa

Esta intervenção visou a elaboração de um Plano de Atuação Arqueológica que permitisse aferir do potencial arqueológico e patrimonial da área de implantação do Edifício Sorel, definindo diferentes áreas de sensibilidade arqueológica.

Rua de São João da Mata, n.ºs 11 a 13 A, Lisboa

Os trabalhos consistiram no acompanhamento arqueológico da abertura de uma vala com vista à substituição de antigas infraestruturas relacionadas com o abastecimento público de água.

Rua de Santa Cruz do Castelo, lotes 50/52 e 54/56, Lisboa

Os trabalhos possibilitaram a identificação de uma estratigrafia complexa e intrincada, o que é consentâneo com contextos urbanos deste tipo (onde ocorre uma ocupação contínua ao longo dos séculos), sugerindo uma ocupação intensa de um mesmo espaço, sobretudo de âmbito doméstico.

Rua da Junqueira, n.º 156/158, Lisboa

A intervenção foi levada a cabo como medida de mitigação de impacte sobre o património, dado que foram postos a descoberto, no decurso da implementação do projeto, vestígios arqueológicos de caráter industrial.

Convento dos Lóios, Largo dos Lóios, n.º 10, Lisboa

Este edificado apresenta um longo historial, que remonta pelo menos ao século XIII, tendo sofrido inúmeras alterações ao longo dos tempos até aos nossos dias. As sondagens intervencionadas, no máximo a 1 metro de profundidade, são testemunha destas alterações.

Palácio Ludovice, Lisboa

Estes trabalhos arqueológicos foram realizados no âmbito do empreendimento de reabilitação do Palácio Ludovice, classificado como Imóvel de Interesse Público e abrangido pela Zonas de Proteção do Ascensor da Glória, do Aqueduto das Águas Livres e dos imóveis classificados da Avenida da Liberdade e área envolvente.

Largo de São Julião, 15-19, Lisboa

Considerou-se adequado e vantajoso proceder a um estudo detalhado da arquitetura do edifício e, também, realizar uma avaliação aprofundada do estado de conservação dos elementos constituintes do mesmo.

Praça Tomás Ribeiro, n.º 7 e 9, Sines

O principal objetivo da intervenção foi recuperar os elementos patrimoniais integrados, nomeadamente, uma janela “gótica”, promovendo para isso ações de conservação com vista a garantir a estabilidade físico-química dos mesmos.

Hospital CUF TEJOS, Lisboa

A ERA-Arqueologia definiu um Plano de Atuação Arqueológica com o intuito de verificar o potencial arqueológico e patrimonial da área de implantação do projeto no Hospital CUF TEJOS.

Rua das Trinas, n.º 124/128, Lisboa

Os trabalhos dividiram-se em duas fases: a primeira caracterizou-se pela escavação de três sondagens de diagnóstico e a segunda pelo acompanhamento arqueológico ao longo da empreitada.

Sítio do Cerrado do Castelo, Grândola

As obras a realizar implicariam a afetação de áreas com potencial arqueológico, dado que se iriam desenvolver num local onde é conhecida a presença de um sítio arqueológico de época romana.

Rua Nova de São Mamede, 62-68, Lisboa

Os trabalhos consistiram no acompanhamento arqueológico de todas as ações necessárias ao projeto de intervenção estrutural, designadamente a escavação e contenção periférica.

Pátio da Fábrica da Goma, Campo de Santa Clara, n.º 78, Lisboa

No que concerne às sondagens realizadas no subsolo, os contextos intervencionados estavam grosso modo associados a diferentes fases de ocupação do espaço em época contemporânea, com vestígios predominantemente de cariz industrial.

Palácio da Falcoaria Real de Salvaterra de Magos

A intervenção permitiu identificar vestígios arqueológicos relacionados com vários momentos de ocupação do Palácio da Falcoaria Real, desde a sua fundação no século XVIII até ao estado de degradação em que se encontrava no início do século XXI.

Escola Secundária Seomara da Costa Pinto, Amadora

O objetivo que presidiu à realização dos trabalhos de cariz arqueológico traduziu-se na mitigação do eventual impacte patrimonial provocado pela empreitada de construção atribuída à Britalar/ABB ACE.

Escola Secundária D. João V, Amadora

Realizados entre Abril e Maio de 2011, estes trabalhos de acompanhamento arqueológico decorreram no âmbito do projeto de requalificação da Escola Secundária D. João V.

Largo de Nossa Senhora da Guia, n.º 10, Ferrel, Peniche

Esta intervenção enquadrou-se numa perspectiva de diagnóstico, uma vez que a obra de construção de um novo edifício se encontrava dentro da área de proteção da Capela de Ferrel.

Convento de São Bernardo, Portalegre

As obras de reabilitação estrutural realizadas nos muros perimetrais do refeitório da GNR de Portalegre implicaram a afetação de áreas com potencial arqueológico, já que se desenvolviam na Zona Especial de Proteção dos Claustros e Igreja de São Bernardo.

Palácio Vila Garcia, Lisboa

A ERA-Arqueologia apresentou uma proposta de metodologia de desmontagem e montagem da escadaria do alçado nascente do edifício A existente no Palácio Vila Garcia.

Rua Ivens, n.º 18 a 28, e Rua Capelo, n.º 2 a 4A, Lisboa

Este acompanhamento arqueológico permitiu corroborar o sugerido pelas intervenções de diagnóstico que o precederam, não se tendo encontrado vestígio algum que pudesse ser anterior a 1755.

Av. 24 de Julho 10/Rua D. Luís I, Lisboa

Foram realizadas 7 sondagens de diagnóstico, cujos resultados permitiram concluir a inexistência de níveis arqueológicos preservados anteriores ao período Moderno/Contemporâneo até a uma cota média de 2 m de profundidade.

Rua dos Anjos, 1-1J, Lisboa

No âmbito do empreendimento de reabilitação deste imóvel, a intervenção correspondeu à abertura de 3 sondagens de diagnóstico e ao acompanhamento da escavação de sapatas perimetrais e caixa de elevador.

Rua Elias Garcia, n.º 48-52, Cacilhas, Almada

Numa das sondagens de diagnóstico efetuadas foram identificados cortes antrópicos no substrato geológico, muito provavelmente relacionados com as inúmeras pedreiras que ali lavraram a pedra desde a época medieval até época contemporânea.

Rua da Esperança, n.º 41, Lisboa

A constatação de uma estrutura em alvenaria localizada no logradouro, no decurso da obra de reabilitação do imóvel, conduziu o promotor do empreendimento a interromper a empreitada e solicitar a intervenção da ERA.

Jardim Botânico do Palácio Nacional de Queluz

Estes trabalhos procuraram dar resposta ao parecer da DGPC que propunha, como medida cautelar de salvaguarda do património arqueológico, a realização do acompanhamento arqueológico da intervenção de estabilização das floreiras do Jardim Botânico junto à margem do Rio Jamor.

Alameda dos Combatentes da Grande Guerra, 133 a 133 A, Cascais

A ERA-Arqueologia desenvolveu o projeto de recobrimento das estruturas arqueológicas presentes no interior do antigo Posto de Turismo de Cascais.

Largo da Fonte da Vila, 6, Castelo de Vide

Considerando a localização deste edifício, numa zona de elevada sensibilidade arqueológica, numa das áreas mais antigas e intensamente ocupadas da vila de Castelo de Vide, estes trabalhos foram realizados numa perspetiva de diagnóstico arqueológico prévio à empreitada de reabilitação do imóvel..

Rua Padre Américo e Rua das Cotovias, Loures

Tendo em consideração o novo projeto para o local, situado na Zona Especial de Protecção do “Palácio da Mitra”, e o seu impacto no subsolo, que implicava uma afetação de áreas muito significativa, propusemos uma estratégia de intervenção assente na execução de prospeção geofísica.

Rua da Madalena, n.º 40, Faro

Foram realizados trabalhos arqueológicos de diagnóstico e acompanhamento de obra no âmbito do projecto de reconstrução deste edifício de habitação.

Avenida Luísa Todi, 123-131, Setúbal

No âmbito do projeto de requalificação deste edificado com habitação e comércio, tornava-se necessário confirmar a existência do troço de muralha eventualmente presente no local e, em função do resultado, definir as mais adequadas medidas de mitigação de impacte a adotar.

Rua Serpa Pinto, n.º 96, Faro

Esta intervenção consistiu na elaboração de uma Caracterização de Situação de Referência relativa à reabilitação urbana de uma moradia localizada na Rua Serpa Pinto, n.º 96, em Faro.

Urbanização da Barrada, lote 41, Silves

As sondagens realizadas foram distribuídas de forma a ser possível obter um diagnóstico da estratigrafia e eventuais pré-existências no terreno.

Rua da Hortinha, n.º 5, Portimão

No decurso do acompanhamento arqueológico foi possível registar e descrever os aparelhos construtivos do edifício existente antes da sua demolição.

Praça do Príncipe Real, n.º 35, Lisboa

Procedeu-se ao acompanhamento arqueológico dos trabalhos escavação até a cota de afectação presente no plano de obra, tendo sido identificados vestígios de cariz arqueológico e patrimonial na área do logradouro.

Rua Camilo Castelo Branco, Alcabideche (Cascais)

No âmbito do projeto de execução de edificação de moradias unifamiliares, preconizou-se a realização de um diagnóstico arqueológico através da implantação de seis sondagens.

Rua das Cruzes da Sé, 15, Lisboa

Procedeu-se à abertura de quatro sondagens, duas de inspeção estrutural e duas de diagnóstico arqueológico, nas áreas de implantação da caixa do elevador e das infraestruturas e de acompanhamento.

Beco de Santa Marta n.º 1-3, Lisboa

Os trabalhos cingiram-se a abertura de três sondagem de diagnóstico arqueológico nos espaços com mais afetação na futura empreitada.

Praça da República, nº 69-75, Loulé

Considerando a localização deste edifício, foram programados trabalhos de diagnóstico arqueológico prévio, englobando, numa fase inicial, a realização de duas sondagens, e, numa fase posterior, uma terceira sondagem, assim como, o alargamento da sondagem 2.

Travessa da Arrochela, 7, Lisboa

As obras realizadas que implicaram afetação de subsolo foram alvo de acompanhamento arqueológico permanente, incluindo a abertura de sapatas e a escavação da zona mais a sul.

Avenida da Liberdade 81 a 89, Lisboa

Procedemos ao acompanhamento de todos os trabalhos de escavação mecânica relacionados com a implantação do projeto, nomeadamente o desaterro do interior do edifício com fachada virada à Avenida da Liberdade e de uma área de logradouro, anexa à fachada tardoz, virada à Praça da Alegria.

Rua de Santa Marta, nº 56, Lisboa

Esta intervenção de reabilitação e conservação enquadrou-se numa empreitada de requalificação neste edifício da Rua de Santa Marta.

Centro Multiusos (Antigo Cineteatro), Travessa Cândido dos Reis/Rua Santo António, Chaves

Estes trabalhos arqueológicos enquadraram-se no projeto de reabilitação do edifício do Cineteatro de Chaves, para instalação do Centro Multiusos/Palácio da Água de Chaves.

Quinta da Penha Longa (Aldeamento A), Sintra

Os trabalhos procuraram dar resposta a uma condicionante da DGPC, que em sede de apreciação do projeto, dado o seu grande impacte ao nível do subsolo, preconizou a realização de sondagens de diagnóstico arqueológico, com vista a determinar o real impacte patrimonial da intervenção.

Largo Jacinto D’Ayet, Albufeira

Foram realizadas 13 sondagens de diagnóstico arqueológico com vista a verificar de forma preliminar o potencial estratigráfico e arqueológico da área de implantação do projeto de construção do Sant’Ana Palace Hotel.

Rua do Cais de Gaia 226/Rua de Pereira da Costa, 31, V. Nova de Gaia

Os trabalhos arqueológicos realizados em fase prévia à empreitada de requalificação e adaptação de um edifício de cariz industrial em habitação multifamiliar situado na Rua do Cais de Gaia e Rua de Pereira da Costa, freguesia de Santa Marinha, Vila Nova de Gaia.

Rua Dr. João Dias, n.º 12, Alcoutim

Relativamente ao padrão estrutural do edifício, o registo parietal revelou a existência de um padrão construtivo entre meados dos séculos XVIII-XX, predominando as paredes rústicas e mistas em xisto.

Beco Espírito Santo, n.º 8, Lisboa

No âmbito do projeto de reabilitação deste edifício, a intervenção arqueológica consistiu na abertura de duas sondagens manuais de diagnóstico: uma na área afeta ao Beco do Espírito Santo e outra no espaço pertencente ao edifício da Rua dos Remédios.

Hotel Alma Lusa, Praça do Município, 21, Lisboa

Estes trabalhos de diagnóstico arqueológico enquadraram-se no empreendimento Unidade Hoteleira Alma Lusa, na Praça do Município, zona de notável importância patrimonial.

Largo das Olarias, n.º 35 a 42, Lisboa

As sondagens de diagnóstico confirmaram a existência de estruturas de combustão, associadas à produção oleira, assim como de estruturas negativas repletas de despejo de restos de produção de cerâmica e cinzas.

Rua Pedras Negras, 2, Lisboa

Levou-se a cabo a realização de uma sondagem arqueológica de diagnóstico e o consequente acompanhamento arqueológico na área a intervencionar, no seguimento de medidas de minimização apresentadas.

Rua Pedro Dias, 13, Lisboa

A intervenção permitiu aferir a presença de evidências estruturais associadas aos alicerces do próprio edifício e à ocupação do logradouro.

Rua de Santa Escolástica, 16-20, Porto

Estas sondagens arqueológicas de diagnóstico enquadraram-se no projeto de construção de um edifício constituído por um conjunto de habitações de características unifamiliares.

Rua Costa do Castelo, n.º 58, Lisboa

No decurso das sondagens de diagnóstico foi registada a presença de níveis de aterro e entulho contemporâneo e o substrato geológico, tendo sido proposto como medida de minimização o acompanhamento arqueológico da obra.

Rua Dom Pedro V, n.º 56, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico decorreram no âmbito do projeto de requalificação do imóvel.